AtualidadeRecrutamento e seleção

11 dicas para tornar a experiência do candidato mais feliz

O processo de recrutamento inicia-se, quer para os profissionais de recursos humanos, quer para os candidatos, após a divulgação da oferta de emprego. Para os primeiros, com a receção das candidaturas começa a pesquisa de informação sobre os potenciais colaboradores, para que, na entrevista, se mostrem conhecedores acerca do seu perfil e do seu percurso académico e profissional. Para os candidatos, o procedimento é o inverso. O envio do currículo e da carta de apresentação sucede a procura de informação acerca da empresa.

Para os recrutadores, o processo termina com a escolha do colaborador. Já para o candidato nem sempre tem fim. Depois da submissão da candidatura, a resposta pode não chegar.  A experiência do candidato poderá ficar inscrita na sua memória pelas piores razões.

Seja na comunicação da empresa, no processo de candidatura ou na própria entrevista, uma boa experiência do candidato é uma obrigação e uma característica diferenciadora das organizações. Basta, para isso, que os profissionais de recursos humanos implementem, nos processos de recrutamento e seleção, simples comportamentos. Carregue na imagem para saber quais.

 

Participe no 1.º estudo “Experiência do Candidato: em que ponto estamos?” desenvolvido pelo departamento de estudos do IIRH – Instituto de Informação em Recursos Humanos e pela RH magazine.

 

Mais artigos de interesse:

Facebook
image_pdfimage_print
Previous post

Randstad dá destaque à experiência dos candidatos em 2018

Next post

Dia Internacional do Riso: Descubra o poder do riso!

Ana Silva

Ana Silva

No Comment

Deixar uma resposta