Empresas

Accenture investe 200 milhões de dólares em ações de educação e formação

O compromisso integra o objetivo da iniciativa Skills to Succeed de capacitar  mais de três milhões de pessoas com qualificações profissionais e empreendedoras até 2020.

Nos próximos três anos, e “no seguimento da estratégia de melhoria das condições de trabalho e de vida a nível mundial”, a Accenture compromete-se a investir mais de 200 milhões de dólares na capacitação de pessoas de todo o mundo com qualificações profissionais para a era digital. O compromisso da Accenture irá apoiar iniciativas como a Skills to Succeed, a Tech4Good, as Accenture Development Partnerships, entre outras ações.

O programa Skills to Succeed promove oportunidades de emprego e de empreendedorismo, estimulando a inovação digital para a minimização das disparidades de emprego de uma forma generalizada. Em conjunto com uma rede de parceiros sem fins lucrativos e outros ecossistemas de parceiros, a Accenture já capacitou, desde 2010, mais de 2,2 milhões de pessoas com qualificações profissionais que lhes permitem encontrar emprego ou criar um negócio. O objetivo é alcançar um total de mais de três milhões de pessoas com estas qualificações até 2020.

Os projetos Tech4Good da Accenture utilizam tecnologias avançadas na resolução de desafios críticos para as empresas e para a sociedade e as Accenture Development Partnerships trabalham com governos, empresas e sociedade civil, recorrendo a soluções tecnológicas e empresariais para a construção, desenvolvimento e fortalecimento de programas para o progresso de organizações a nível mundial.

Em Portugal, a Accenture colaborou com a Fundação Calouste Gulbenkian e com parceiros sem fins lucrativos para criar o +Competências, um programa on-line que ajuda jovens e adultos em situação de vulnerabilidade a desenvolverem capacidades técnicas, digitais e soft skills necessárias à sua contratação.

“A oportunidade de melhorar vidas requer uma colaboração entre empresas, governos e organizações não-governamentais, afirma Pierre Nanterme, chairman e CEO da Accenture. “Enquanto os líderes avaliam as novas tecnologias e aplicações, devemos questionar-nos: será que isto beneficia a próxima geração? Se a resposta for sim, é o mais acertado a fazer”, destaca.

 

Voltar à homepage

 

Mais notícias:

imprimir
Previous post

ARAGO Consulting e PeopleDoc lançam a primeira solução de serviços RH para SAP SuccessFactors

Next post

A Eurofirms está, mais uma vez, no ranking das 1000 empresas do Financial Times

IIRH

IIRH

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *