AtualidadeEmpresasProdutividade

Boas práticas: Porque é que todos querem trabalhar na BC Segurança?

Crescimentos significativos na sua faturação, investimento na tecnologia, organização, assistência técnica rápida e eficaz e satisfação quer dos clientes quer dos trabalhadores fazem da BC Segurança uma das empresas mais apetecíveis para trabalhar em Portugal.

A empresa do Grupo Bernardo da Costa já oferecia férias aos seus trabalhadores desde 2014 e, este ano colocou mesmo um “Departamento da Felicidade” ao dispor dos seus 34 funcionários.  Ou seja, um ano depois de ter sido considerada a 14ª entre as 100 Melhores Empresas para Trabalhar em Portugal, num estudo levado a cabo pela Exame, pela AESE (Escola Superior de Gestão de Empresas),pela everis e NTT Data Company,a BC Segurança renovou uma série de iniciativas que visam manter a satisfação dos seus trabalhadores, reforçando uma política motivacional com o objetivo de estimular a dedicação e o profissionalismo de toda a equipa.

Massagens, viagens e roupa lavada para trabalhadores

No início de 2017 criou, aliás, um “Departamento da Felicidade”com um mini-spa, que proporciona manicure, pedicure, unhas de gel, massagens, tratamentos de corpo, depilações e tratamentos de rosto aos colaboradores. Os trabalhadores têm também fruta à sua disposição diariamente e, se quiserem descomprimir, podem ir até à sala de convívio composta por matraquilhos, bilhar, ping-pong, consola e setas. Têm dias especiais como o dia do croissant ou o dia do gelado e mimos especiais no dia do pai, mãe ou carnaval. A BC Segurança disponibiliza ainda um serviço de lavandaria e engomadoria.

Todos os trabalhadores da empresa têm seguro de vida e de saúde, não trabalham no dia de aniversário (têm um dia extra de férias) e no final de cada mês há um prémio monetário (relacionado com o desempenho de cada um). No final de cada ano a BC Segurança entrega um prémio monetário relativo à distribuição de lucros, já que existe a política de que todos devem ser premiados pelo bom desempenho da empresa.

Num futuro próximo, a BC Segurança quer uma nutricionista na sede para acompanhar os trabalhadores e já implementou o serviço de entrega de refeições ao domicílio.”Para nós é muito importante manter uma equipa coesa e motivada. E no Grupo Bernardo da Costa lutamos por este objetivo todos os dias. A administração reconhece que o sucesso empresarial é fruto do mérito e dedicação de todos os colaboradores e entende que toda a equipa deve ser premiada. Todo o programa de benefícios implementado tem por base um maior equilíbrio entre a vida pessoal e profissional de todos os colaboradores”afirma Susana Barros, Diretora de Marketing e Comunicação do Grupo Bernardo da Costa, também responsável pelo Departamento da Felicidade.

Grupo espera 27 milhões em 2018

O Grupo Bernardo da Costa é composto por várias empresas e, em Maio do ano passado, anunciou o rebranding de uma delas: “Bernardo da Costa – Comércio de Equipamentos de Segurança, Lda.”, que renasceu como BC Segurança. Depois de um 2016 marcado por um forte rebranding que envolveu uma mudança radical de imagem, passando pela alteração do logótipo, estacionário, redecoração das instalações e de todos os materiais de comunicação e um investimento de 800 mil euros nas novas instalações inauguradas no final do ano passado, a BC entrou em 2017 com energia renovada e projetos em agenda.

Com um volume de negócios na ordem dos 17 milhões de euros, em 2014, 9 milhões dos quais resultantes da atividade em Portugal, o Grupo Bernardo da Costa prevê terminar o ano de 2017 com um volume de negócios de 27 milhões de euros.

Atualmente, emprega 162 funcionários, 94 dos quais trabalhando nas empresas do grupo fora do país. Através da sua rede de empresas, o Grupo está já presente em toda a Península Ibérica, no Brasil, Camarões e Suiça. O Grupo Bernardo da Costa continua o processo de recrutamento iniciado no final de 2016 e conta contratar, pelo menos, mais 6 pessoas nos próximos meses.

POR: Susana Barros – diretora de marketing da BC Segurança.

Mais noticias de interesse:

Previous post

Manuela Veloso, Carnegie Mellon University - "O grande desafio é incorporar métodos de Inteligência Artificial, de eficiência dos computadores, de engenharia eletrotécnica e métodos bastante avançados de processamento de dados"

Next post

Migrantes qualificados ajudam a atenuar pressões no mercado de trabalho a nível global

Vanessa Henriques

Vanessa Henriques

Diretora Executiva da RHmagazine

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *