Pessoas

Carla Costa, Country HR Manager for Portugal & Spain, da H&M – “Quando os nossos colaboradores crescem, nós também crescemos”

Entrevista com Carla Costa, Country HR Manager for Portugal & Spain, da H&M

Pode contar-nos o que faz a sua empresa e as suas principais características ao nível de RH?
O grupo H&M tem como ideia de negócio oferecer moda e qualidade ao melhor preço de uma forma sustentável, tendo sempre o cliente no centro de todas as nossas decisões.
Temos uma cultura corporativa forte e baseada em valores chave que descrevem a nossa forma de trabalhar. Mas o que realmente nos distingue são os nossos colaboradores extraordinários. É muito importante que os nossos colaboradores se sintam valorizados. A longo prazo o seu bem-estar é a chave do nosso sucesso. Na prática isto significa que os nossos colaboradores podem assumir responsabilidades, que as ideias de todos são importantes, que todos têm oportunidades ilimitadas para crescer, e também que todos têm grandes benefícios.
Quando alguém começa a trabalhar connosco, não há limites para onde pode chegar. Aqui, o foco no cliente e a paixão por moda, design e negócio é apoiada e encorajada, e a contribuição individual pode realmente fazer a diferença. Para quem é apaixonado por explorar novas oportunidades, na H&M as possibilidades de carreira são infinitas. Encorajamos os nossos colaboradores a desenvolverem-se dentro das suas funções, ou a mudar para novas posições e responsabilidades em áreas diferentes da nossa organização e em qualquer marca do Grupo. Porque quando os nossos colaboradores crescem, nós também crescemos.

Quantos colaboradores têm e o que prevê para os próximos anos?
Como uma das maiores empresas de moda do mundo, com presença em 66 mercados e com cerca de 161.000 colaboradores, dos quais cerca de 7.000 em Portugal e Espanha, a H&M é um empregador justo e igualitário, oferecendo oportunidades intermináveis aos seus colaboradores.
Por forma a acompanhar a nossa política de crescimento global, o nosso mercado cresce todos os anos um 10/15%, pelo que prevemos continuar a recrutar substancialmente por forma a cobrir estas necessidades.

Sentem alguma dificuldade no recrutamento? Em que funções especificamente?
Na H&M pretendemos estar na vanguarda do negócio, pelo que estamos constantemente à procura de potenciais talentos que possam contribuir para o nosso negócio que é tão entusiasmante como desafiante. Por forma a acompanhar os desafios de um mundo em constante mudança, bem como às exigências das novas gerações, consideramos como principais desafios, de recrutamento a nível externo, recrutar as pessoas certas, para os lugares certos e com o mindset e capacidades adequadas, bem como a nível interno, garantir que os nossos talentos, têm o mindset adequado e conseguem acompanhar esta evolução bem como garantir a sua retenção.

 Quais são os principais desafios para o departamento de recursos humanos nos próximos anos?
Como referimos anteriormente, existem dois grandes desafios relacionados com pessoas, o ativo mais importante da empresa. A um nível externo trata-se de atrair os melhores talentos com as competências certas e o mindset adequado para os cargos certos na empresa; internamente prende-se com a capacidade de manter e desenvolver os nossos talentos face a estas novas exigências. Como resultado deste trabalho desenvolvido ao longo dos anos, a H&M foi reconhecida como uma das melhores empresas para trabalhar na Europa em 2016, estando na 11ª posição do Great Place to Work. Por outro lado, reforço também a nossa cultura de oportunidades infinitas. Encorajamos sempre os nossos colaboradores a desenvolverem-se dentro das suas funções, ou a mudar para novas posições e responsabilidades em áreas diferentes da nossa organização e em qualquer marca do Grupo.

Qual a vossa estratégia a nível de desenvolvimento dos recursos humanos? Que tipo de instrumentos/processos utilizam?
Acreditamos realmente no nosso desenvolvimento interno, por isso temos oportunidades exclusivamente internas para os nossos colaboradores e estamos sempre à procura de potencial através da realização de avaliações internas e visitas diárias às nossas lojas. Da mesma forma, realizamos constantemente workshops e assessments internos por forma a identificar os melhores talentos a nível interno. Por outro lado, investimos em formação interna e externa, proporcionando aos nossos colaboradores todas as ferramentas para dar a melhor resposta ao cliente e para que se desenvolvam também na sua carreira.
Ao nível externo, realizamos apresentações corporativas em universidades e business schools, em Portugal e Espanha, onde apresentamos a empresa; por outro lado, organizamos open days nas nossas instalações onde simulamos o ambiente dinâmico e situações-desafio que enfrentamos todos os dias. Paralelamente, estamos sempre e ativamente à procura de perfis fora-da-caixa no Linkedin e em outros sites de carreiras.
Este ano, lançamos pela primeira vez o H&M Retail Leadership Development Program com o objetivo de atrair e recrutar os melhores talentos que se encaixem na nossa cultura e valores e queiram crescer como Líderes na H&M. Este é um é um programa de um ano e meio com o objetivo de proporcionar a jovens potenciais talentos um caminho para um papel de liderança na H&M.
Por outro lado, a nossa cultura e valores definem a nossa identidade e aquilo em que acreditamos, pelo que cremos que esta é uma das razões pelas quais os nossos colaboradores se mantêm na empresa. Os nossos valores definem aquilo que somos e COMO devemos trabalhar, e proporcionamos expectativas muito claras de como vemos a liderança na H&M. Para além disso, ajudamos os nossos colaboradores a perceber o que podem melhorar e como podem continuar o seu crescimento contínuo através de uma cultura de feedback.
As nossas inúmeras oportunidades são outra razão que leva os nossos colaboradores a permanecerem na H&M. Encorajamo-los a assumirem diferentes cargos e responsabilidades e a terem diferentes experiências dentro da nossa organização.

 Como tratam as questões da liderança?
Na H&M, liderança significa inspiração, delegação, feedback e motivação. Os nossos líderes lideram pelo exemplo, sempre guiados pelos nossos valores e pela nossa ambição de fazer as nossas pessoas e negócio crescer e tendo sempre o cliente no centro das suas decisões.
Por forma a garantirmos que o alinhamento na nossa actuação realizamos formações de liderança a nível interno e investimos também em sessões de coaching para os nossos managers. Sempre com o objetivo que de que possam contribuir para o nosso negócio e desenvolver-se pessoal e profissionalmente.
Queremos que a H&M seja um sítio onde os nossos colaboradores se sentem valorizados e onde tenham a oportunidade de se desenvolver. Acreditamos que a nossa cultura e a forma como vivemos os nossos valores são a melhor forma de alcançarmos estes objetivos.
O nosso valor mais central é acreditarmos nas pessoas: acreditamos que os nossos colaboradores têm um papel-chave e podem contribuir para uma moda mais sustentável, hoje e no futuro, por isso todos os colaboradores podem assumir responsabilidades e as ideias de todos são importantes. Os nossos valores incluem também o trabalho em equipa, melhorias constantes e espírito empreendedor: juntos, desafiamo-nos a fazer melhor e a criar uma H&M que exceda sempre as expectativas dos nossos clientes. Para além disso, encorajamos todos a dar e a receber feedback, a falar sempre directamente uns com os outros e também a não analisar em demasia. Porque acreditamos que a nossa cultura de feedback é crucial para o desenvolvimento e também satisfação dos nossos colaboradores.
Por outro lado, a H&M oferece várias oportunidades de desenvolvimento interno e possibilidades de promoção; aqui todos podem usar a sua determinação e ambição para colocar o nosso negócio em movimento. Este ano, o BoF (Business of Fashion) nomeou a H&M na categoria de Liderança e Desenvolvimento o que para nós foi o reconhecimento público da nossa cultura de igualdade, onde a opinião de todos é valorizada e onde trabalhamos sempre juntos, como equipa, para atingir um objectivo comum. Na H&M acreditamos que os nossos colegas são uma das nossas maiores forças, contribuindo para o nosso sucesso e crescimento, e acreditamos verdadeiramente que trabalhar na H&M não é apenas um trabalho, mas uma carreira a longo prazo na moda.

 A digitalização é a palavra da moda. Já iniciaram esse processo na empresa e mais especificamente nos recursos humanos?
Como dissemos anteriormente, queremos estar na vanguarda do negócio e como tal, a digitalização faz parte da nossa estratégia para os próximos anos. Publicamos as nossas oportunidades, no nosso career website, no Linkedin e estamos constantemente à procura de novas plataformas de recrutamento online. Apoiamos também os nossos colaboradores no seu desenvolvimento, dando-lhes acesso a uma ferramenta de formação online na qual aceder proactivamente a qualquer momento, bem como partilhamos notícias e dados sobre a empresa e competidores, testemunhos de desenvolvimento interno, e reforçamos a nossa cultura e valores, através de um conjunto de ferramentas de comunicação interna digital (portal de empregado, portal Inside, etc.) e lançámos recentemente uma web app com o objectivo de envolver e reter os nossos colaboradores com conteúdos da nossa empresa e proporcionar a partilha de experiencias e testemunhos entre os mesmos.

Acha importante tratar esta questão?
Cada vez mais. Não só a nível de negócio para que possamos dar resposta a um cliente cada vez mais exigente, mas para que possamos estar também no top of mind das novas gerações.

 Que projetos estão a desenvolver atualmente a nível de RH?
Neste momento gostaríamos de destacar dois grandes projetos em marcha: O H&M Retail Lidearship Development Program – um programa de um ano e meio com o objetivo de proporcionar a jovens potenciais talentos um caminho para um papel de liderança na H&M. Neste programa, os candidatos selecionados passarão por diferentes áreas funcionais, desde sales advisor a area manager. Desta forma, os participantes poderão completar o processo com uma compreensão abrangente dos papéis-chave na área do retail e tornar-se managers eficazes e capazes de fazer a diferença no nosso negócio, pondo o seu espírito empresarial, atenção ao cliente e amor pelo negócio em ação. Este programa é pioneiro na nossa empresa e será primeiro implementado em Espanha e Portugal.
Criámos também este ano o Erling Persson Award, um prémio anual com o objetivo de reconhecer os colaboradores que fazem a diferença ao colocar os nossos valores em ação todos os dias atingindo grandes resultados.

Quais são para si as qualidades a ter para ser um bom profissional de RH?
Um bom profissional de RH deve ser um business partner que nao só apoia mas contribui para o negócio, tendo sempre o cliente em todas as suas decisões. Na  H&M não procuramos um perfil em particular. Procuramos pessoas orientadas para o negócio, que contribuam com novas ideias para o negócio, que sejam team-player e open-mind e que tenham uma atitude empreendedora para desenvolver novas soluções, melhorar a eficiência e contribuir para o negócio e crescimento, que tenham capacidade analítica e que trabalhem de forma estratégica, procuramos líderes que queiram crescer na nossa empresa e colocar os nossos valores em acção. Como tal, procuro que a minha equipa seja constituída por líderes com diferentes valências e percursos desde consultoria, a psicologia, gestão, que queiram contribuir para o negócio, trabalhando em conjunto para encontrarmos, desenvolvermos e retermos os melhores talentos para a nossa empresa e melhor servir o nosso cliente.

Quais são os desafios atuais da profissão na sua opinião?
Como business partner para o negócio, considero que enfrento no meu dia-a-dia dois grandes desafios: a capacidade de partilhar a responsabilidade de ter as melhores equipas com os restantes departamentos da empresa e principalmente, com os responsáveis de departamento, fazendo-os owners deste processo, bem como de garantir que colocam na sua agenda a identificação e gestão de talento. Só assim, todos poderemos ter as melhores equipas e contribuir da melhor forma, para o nosso negócio, tendo sempre como foco o nosso cliente.

Mais notícias de interesse:

Previous post

Novo Country Manager do Grupo OLX em Portugal  

Next post

Pedro Gonçalves é o novo CIO da Teleperformance Portugal

Ana Silva

Ana Silva

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *