NAU Hotels & Resorts e Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril estabelecem parceria para desenvolver talento

A NAU Hotels & Resorts e a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril estabeleceram um protocolo de colaboração com o objetivo de promover o desenvolvimento de jovens talentos no sector do Turismo em Portugal.

No âmbito da parceria, a NAU Hotels & Resorts disponibilizará a sua equipa para ministrar seminários especializados no âmbito dos cursos de pós-graduação, mestrados e doutoramentos, promovendo a partilha de conhecimento entre o mundo empresarial e académico.

A NAU Hotels & Resorts possibilitará também a realização de estágios de alunos da ESHTE, bem como de visitas de estudos às suas várias unidades hoteleiras em todo o País, possibilitando aos alunos conhecer por dentro uma unidade hoteleira e colocar em prática os conhecimentos adquiridos em ambiente real.

No âmbito do protocolo, a NAU Hotels & Resorts vai também premiar um dos cinco melhores alunos dos cursos de licenciatura de Direção e Gestão Hoteleira e de Produção Alimentar em Restauração, dando a possibilidade de desenvolver a sua carreira durante um ano nas várias unidade e na direção do Grupo, de acordo com um plano de carreira que procurará potenciar o seu talento.

Mário Ferreira, CEO da NAU Hotels & Resorts, afirma: “O setor do turismo é estratégico para a economia nacional, estando a NAU Hotels & Resorts, enquanto player de referência do sector, apostada em facilitar o seu desenvolvimento. Nesse sentido, este protocolo de cooperação com a ESHTE, que é um exemplo de cooperação entre o mundo académico e empresarial, permite-nos colocar ao serviço da comunidade todo o conhecimento da nossa equipa, bem como reforçar as nossas estruturas com jovens de elevado potencial, cujo talento procuraremos desenvolver e potenciar”.

Raul Filipe, Presidente da ESHTE, realça: “A NAU Hotels & Resorts é uma das maiores empresas do sector em Portugal e uma referência em termos de serviço e qualidade, pelo que estamos satisfeitos por dar a oportunidade aos nossos alunos de beneficiarem daquilo que é conhecimento que o grupo tem. A ligação entre a academia a as empresas é cada vez mais importante no processo formativo dos alunos, sendo um privilégio poder estabelecer esta parceria, que com certeza gerará valor para todas as partes: ESHTE, alunos e NAU”.

News:




ISCSP apresenta 1.ª edição da Pós-Graduação em Empreendedorismo e Inovação

Com 111 anos de história, o ISCSP procura projetar-se no presente, com olhos postos no futuro. A Escola de Liderança e Inovação foi criada com esse propósito, sendo-lhe atribuída a missão de dotar o Instituto de uma visão empreendedora e empresarial, complementando a formação académica de excelência já oferecida.

Patrícia Jardim da Palma e Manuel de Sousa Antunes, docentes que têm coordenado programas de empreendedorismo e desenvolvimento de competências um pouco por todo o país, lançaram a 1.ª edição da Pós-Graduação em Empreendedorismo e Inovação do ISCSP-ULisboa. O curso tem um número limitado de 24 vagas, para permitir uma maior aproximação entre formadores e formandos.

As candidaturas estão abertas e terminam no dia 30 de Setembro de 2017.

Este curso conta com um corpo docente dotado de vasta experiência empresarial, nomeadamente representantes de business angels, gestores financeiros e de pessoas, assim como alguns dos mais relevantes nomes ao nível do desenvolvimento da marca, comunicação e marketing digital. Ao longo das 300 horas de formação, os participantes terão oportunidade de criar, desenvolver e consolidar as suas ideias empreendedoras e de negócio.

A Pós-Graduação em Empreendedorismo e Inovação não se destina apenas a quem já se encontra inserido no mercado de trabalho. Esta oferta educativa tem apenas uma exigência quanto aos seus candidatos: a existência de um espírito empreendedor e, consequentemente, a necessidade de fazer mais e melhor, sendo que estas capacidades serão certamente aperfeiçoadas com o decorrer da Pós-Graduação, uma garantia ELINOV-ISCSP.

Mais notícias:




ManpowerGroup desenvolve tecnologia que avalia a motivação dos indivíduos para o desenvolvimento contínuo de aptidões profissionais

ManpowerGroup desenvolve tecnologia para avaliar o “quociente de aprendizagem”

A ManpowerGroup acaba de desenvolver um software que disponibiliza um serviço de avaliação visual para identificar Quociente de Aprendizagem (Learnability Quotient) de cada pessoa analisada, providenciando informação relevante sobre a motivação da pessoa avaliada para o desenvolvimento contínuo de aptidões profissionais e sobre o estilo de aprendizagem mais eficaz em cada caso concreto.

Esta solução tecnológica foi desenvolvida pela ManpowerGroup em parceria com a Hogan X  –  nova divisão analítica da Hogan Assessments, líder em avaliações de personalidade -, oferecendo benefícios evidentes para os indivíduos e as empresas que a ela recorram.

No caso dos indivíduos, a avaliação com o novo software possibilitará uma melhor compreensão dos perfis ideais de aprendizagem e providenciará os recursos mais eficazes para ajudar a melhorar a capacidade de aprendizagem.

Quanto às empresas, as vantagens são também óbvias.

Desde logo possibilita a tomada das melhores decisões relacionadas com o desenvolvimento dos seus recursos humanos, isto baseado no conhecimento mais aprofundado da agilidade/mobilidade das pessoas e no cálculo sobre a motivação para o desenvolvimento pessoal de cada um.

Refira-se que os resultados das avaliações realizadas com recurso ao novo software são expressos em três dimensões: “aventureiro”, com vontade intrínseca de explorar; “intelectual”, com motivação para aprender; e “não convencional”, com desafio ao satus quo.

É pois esta descoberta dos traços dominantes de personalidade perante a learnabilty* que se revela decisiva para o sucesso de pessoas e empresas: “É tempo de olhar novamente para a forma como motivamos, desenvolvemos e retemos os colaboradores. No ambiente de constante mudança em que vivemos, learnability é o bilhete para o sucesso profissional, tanto para empresas como para as pessoas”, assegura Mara Swan, Vice-Presidente Executiva da área de Estratégia Global e Talento da ManpowerGroup.

De facto, num ambiente de mercado dinâmico, é importante que as pessoas procurem o desenvolvimento contínuo de aptidões para garantirem que se mantêm atrativas para os empregadores, e que as empresas adotem processos e tecnologias que permitam aos seus colaboradores a aquisição de novas aptidões.

Em suma, o Quociente de Aprendizagem (Learnability Quotient), agora desenvolvido pela ManpowerGroup, constitui uma nova abordagem para as pessoas avaliarem os seus estilos de aprendizagem e receberem recomendações que contribuem para o seu desenvolvimento e envolvimento, ao mesmo tempo que disponibiliza informações e perspetivas, válidas e orientadas pelos dados recolhidos, que permitem caracterizar um amostra da população ativa.    

*Learnability consiste “no desejo e capacidade de evoluir rapidamente e adaptar o nosso conjunto de competências para nos mantermos empregáveis ao longo do nosso percurso profissional”.

Outras notícias de interesse:




Nova imagem e posicionamento das Academias EDURUMOS

  • Seja qual for a sua meta – Estudar depois do 12º; Complementar a Universidade; Certificar Conhecimentos ou Mudar de Carreira, as Academias Edurumos têm a solução ideal

  • Nova campanha anuncia ainda um desconto de 10% no valor da inscrição para as Academias a iniciar no 2º semestre

A Edurumos, empresa especializada em formação profissional do Grupo Rumos, quer saber qual é a sua meta. Para isso, desenvolveu uma nova imagem e campanha de posicionamento – Diga-nos qual é a sua meta – dirigida a quatro públicos distintos para promover as Academias Edurumos.  A campanha já está disponível com uma forte aposta em imprensa, mupis e digital.

Diga-nos qual é a sua meta é a pergunta que se impõe e que tem como objetivo ajudar os interessados a escolher a Academia que mais se adequa ao seu objetivo, seja: Estudar depois do 12º ano; Complementar a Universidade; Mudar de Carreira ou Certificar Conhecimentos.

As Academias são apresentadas em diversas áreas de formação, tais como: Redes Cisco, Administração de Redes e Sistemas Microsoft, Administração de Base de Dados Oracle, Desenvolvimento de Software, Programação JAVA, Cyber Security e Base de Dados e Business Intelligence. Num nível de especialização estão ainda disponíveis as Academias de Big Data Specialist e Cloud Expert.

Jorge Lopes, Diretor da Unidade de Formação Edurumos reforça “Através da formação conseguimos ajudar as pessoas a atingirem as suas metas. Esta é a mensagem que queremos transmitir e reforçar”. Jorge Lopes reforça ainda “As Academias Edurumos oferecem um programa completo para formar profissionais de TI, com competências, conhecimentos e graus de certificação que lhes possibilitam rapidamente encontrar emprego ou progredir na carreira.”

Mais informações em academias.edurumos.pt

+ News:




CATÓLICA-LISBON integra pela primeira vez o Ranking Global do Financial Times para os Mestrados em Finanças

A Católica Lisbon School of Business & Economics volta a consolidar a sua posição cimeira enquanto Escola no ensino da Gestão e Economia em Portugal, já que volta a constar nos Rankings Globais do Financial Times, desta feita com a entrada pela primeira vez no ranking que mede os melhores Mestrados de Finanças em todo o mundo.

Neste Ranking Global do Financial Times, onde competem centenas de escolas, a CATÓLICA-LISBON está na 26º posição a nível mundial, voltando a destacar-se dentro do Top 30 das melhores escolas do mundo.

A entrada da CATÓLICA-LISBON no Ranking Global do Financial Times para os Mestrados em Finanças é, para nós, um motivo de grande orgulho, mas acima de tudo é um reconhecimento da qualidade dos nossos mestrados. Este resultado reflete igualmente a nossa forte aposta na internacionalização, cada vez mais um pilar crítico de afirmação da escola”, palavras de Guilherme Almeida e Brito, Vice-Dean da CATÓLICA-LISBON.

A CATÓLICA- LISBON é a única escola parceira do CFA Institute ® em Portugal, pelo que este Mestrado em Finanças confere ao aluno a oportunidade de obter a acreditação CFA ® Nível 1, reconhecida internacionalmente. O programa permite ainda a obtenção de um duplo diploma, atribuído pela CATÓLICA-LISBON e por outra escola de economia e gestão internacional de excelência.

Outros artigos que podem ser do seu interesse




O que é e para que serve o coaching?

A Coaching-pt realiza a 2.ª edição de «O que é e para que serve o coaching?», no dia 27 de junho.

Com entrada gratuita, esta sessão pretende abordar os conceitos chave de um processo de coaching, desde a sua utilidade, à seleção de um coach.

 Maria João Martins, Paula Capaz e Paula Gonçalves Pereira, coaches profissionais com curso certificado pela International Coach Federation (ICF) e em processo de credenciação Associated Certified Coach (ACC), formam uma equipa dinâmica e empreendedora que aposta no coaching para impulsionar processos de mudança. No seu percurso pessoal e profissional têm como objetivo principal a superação de desafios e a partilha de experiências. Neste contexto, também organizam workshops sobre coaching direcionados para grupos profissionais específicos.

«O que é e para que serve o coaching?» pretende ser uma sessão de esclarecimento para quem pretende saber mais sobre este processo. A 2.ª edição deste workshop terá lugar no dia 27 de junho, das 17h30 às 19h30, na Rua Julieta Ferrão, 12, Escritório 804, Lisboa (Mobile Focus). Com participação gratuita, tem uma lotação máxima de 10 pessoas.

A Coaching-pt acompanha também processos de coaching individual, coaching executivo e coaching de equipas, adaptados a cada objetivo e público-alvo. Todos se iniciam com uma sessão zero, onde se clarifica o processo, a responsabilidade das partes e o código de ética. Esta sessão é sempre gratuita e não requer compromisso de contrato por parte do cliente (coachee). 


O que é o coaching?

O coaching é um processo que se estabelece entre duas pessoas com o propósito de atingir as metas que uma delas define (o coachee), numa parceria baseada na confidencialidade, honestidade e responsabilidade. Esta abordagem de desenvolvimento pessoal e profissional dá a oportunidade ao coachee (cliente) de potenciar as suas capacidades, ajudando-o a encontrar em si todas as respostas e a introduzir melhorias na sua vida. Adquirir e reforçar confiança, superar bloqueios, medos e crenças, melhorar a comunicação e a assertividade, definir objetivos e desenvolver autoconsciência são algumas das finalidades de um processo de coaching.

 

Outras notícias




RHmagazine apoia o Business Transformation Summit 2017

A RHmagazine, revista de referência no tocante aos avanços teóricos e às práticas mais inovadoras da Gestão do Capital Humano em Portugal, é o Media Partner exclusivo, do setor RH, da 2ª edição do Business Transformation Summit.

Será sorteada uma entrada nesta Conferência entre todos os leitores da publicação. Fique atento ao passatempo.

A 2ª edição do Business Transformation Summit será no dia 17 de outubro de 2017, no Centro de Congressos Lagoas Park, e tem com objetivo de discutir as profundas alterações nos modelos de negócio, aceleradas pela transformação digital dos negócios e da própria sociedade.

O Business Transformation Summit 2017 é organizado pela CEGOC, empresa internacional líder em formação profissional, e destina-se a todas as empresas que pretendem estar na vanguarda do seu setor de negócio e diferenciar-se num mundo em constante mutação que está a ser marcado por um crescimento sem precedentes de novos modelos de negócios e tecnologias emergentes que importa perceber e acompanhar.

Ao longo do evento serão discutidos diversos temas como o futuro num mundo de tecnologias exponenciais, o impacto da inteligência artificial, a interação entre Homem e máquinas, machine learning e como todos estes inovadores processos estão a provocar profundas alterações no mundo do trabalho, nos métodos de aprendizagem e trazem consigo desafios, mas também oportunidades.

 

 

 

 

 

 

 

O evento irá contar com os seguintes oradores internacionais:

Gerd Leonhard

Towards Exponential Growth – Antecipar o futuro num mundo de tecnologias exponenciais”

Cargo: Future Strategist e CEO da The Future Agency

 

Manuela Veloso

Human IA Interaction – Como a interação com a Inteligência Artificial vai impactar o futuro”

Cargo: Head of The Machine Learning Department @ Carnegie Mellon University, EUA / Co-Fundadora da RoboCup

 

Laura Overton

Learning Transformation in the changing world of work – impactar pessoas e organizações através da inovação na aprendizagem”

Cargo: Fundadora e CEO da Towards Maturity| Docente no Chartered Institute of Personnel and

Development (CIPD) e no Learning and Performance Institute, UK

 


A par das respetivas palestras, cada um dos oradores irá também liderar um Transformation Lab, que tem como objetivo explorar uma componente mais prática dos temas e entrar num nível de imersão mais profunda:

Gerd Leonhard – Transformation LAB#1 – Megashifts
Tirar partido das “MegaShifts” para fazer crescer o seu negócio

Manuela Veloso – Transformation LAB#2 – Machine Learning
Usar a IA para aumentar a sua capacidade de prever e tomar decisões

Laura Overton – Transformation LAB#3 – Ready for the Future of Learning?
Integrar estratégias de aprendizagem inovadoras na sua organização

Luís Martins – Transformation LAB#4 – Augment your Reality
Como tirar partido da Realidade Aumentada?

Alberto Rendo – Transformation LAB#5 – 70:20:10
Alavancar a performance e utilizar 100% do potencial


Bilhetes adquiridos até 30 de junho beneficiam de um desconto de 20%.

 

Mais informações sobre o Business Transformation Summit 2017, agenda e oradores, estão disponíveis no link.

 




Talkdesk lança primeira edição da Academia de vendas em Portugal

A empresa portuguesa vai replicar modelo de São Francisco em Lisboa com plano de formação intensivo em produto e vendas que terá a duração de três meses.

Primeira edição arrancou a 5 de junho e o objetivo é ter até 50 pessoas formadas até ao final do ano.

Depois do sucesso do plano de formação feito em São Francisco, que conta já com 50 pessoas formadas, a empresa portuguesa vai replicar o modelo em Portugal com um plano de formação intensivo em produto e vendas. A primeira edição, que decorrerá nos próximos três meses, vai permitir acelerar a expansão europeia da Talkdesk.

Recorrendo às boas práticas e ao know-how de São Francisco e no âmbito da sua estratégia de recrutamento, a empresa portuguesa vai começar, a partir de hoje, a dar formação a 10 futuros colaboradores, ensinando-lhes a trabalhar com ferramentas como SAAS (Software como serviço) e serviços cloud e direcionados para pequenas e médias empresas no mercado europeu.

Depois de uma triagem de mais de 200 candidaturas internas e externas, os 10 formandos escolhidos para esta primeira edição vão ser submetidos, numa primeira fase, a um plano de formação intensivo de três semanas que será dado por colaboradores da Talkdesk de São Francisco, ensinando-os a trabalhar na cloud e dando-lhes as capacidades necessárias para a ação comercial, replicando o método usado nos últimos anos e que tem resultado nos Estados Unidos. Marya Dzmitruk, manager de vendas e marketing da Talkdesk, mudou-se de São Franciso para Lisboa para ajudar a criar a equipa comercial.

Esta equipa formada em produto e vendas servirá para acelerar a estratégia de expansão europeia da Talkdesk, uma vez que, a partir de Portugal, irá abordar vários mercados, como Espanha e Inglaterra.

Após esta primeira edição, a Talkdesk tem já agendada para julho a realização de uma segunda Academia de vendas, procurando candidatos que falem fluentemente inglês, espanhol e alemão. O objetivo da empresa portuguesa é ter até 50 pessoas formadas até ao final deste ano.

“Vamos investir nas pessoas, vamos dar-lhes formação e dotá-las das ferramentas necessárias para garantir efetividade comercial na área de Software as a Service para Contact Center na Cloud”

Afirma Marco Costa. O diretor EMEA da Talkdesk salienta ainda:

“a importância da realização da Academia de vendas para o nosso processo de crescimento orgânico, através do recrutamento, e, sobretudo, para acelerar a nossa estratégia de expansão europeia”.

 

Outras notícias




L’Oréal investe €1.2 milhões na criação da primeira Academia para profissionais de beleza em Portugal

A L’Oréal Portugal inaugura hoje a sua mais recente e inovadora Academia, um espaço de inspiração e formação para profissionais de beleza com o primeiro ecossistema digital integrado que representa um investimento em Portugal de 1.2 milhões de euros.

 

  • Salões de cabeleireiro representam 1% das PME’s em Portugal e 0,5% do PIB;
  • Modernização, digitalização, e reforço da experiência real são mais-valias da nova Academia;
  • A Academia contribui para impulsionar o negócio, fidelizar os consumidores e proporcionar melhores experiências aos clientes.

 

Enquanto parceira dos cabeleireiros portugueses há cerca de 60 anos, a Divisão de Produtos Profissionais da L’Oréal Portugal tem como prioridade a sustentabilidade e a modernização do mercado da beleza profissional.

A nova Academia é um projecto de inspiração e formação que a Divisão de Produtos Profissionais da L´Oréal disponibiliza aos profissionais, com o objetivo de contribuir para impulsionar o seu negócio, fidelizar os consumidores, proporcionar melhores experiências indo ao encontro do que procuram e tornar cada visita num momento único.

As tendências da economia digital, bem como as necessidades e preferências do consumidor atual, conduziram a L’Oréal Portugal a investir na modernização e abrir as portas de uma nova Academia que vai preparar os profissionais de beleza para darem resposta às novas exigências do mercado profissional.

A nova Academia de Lisboa posiciona-se como uma montra da visão do presente e do futuro do setor, que assenta na modernização e digitalização da indústria, numa oferta de serviços que vão além do cabelo e no elevar da imagem dos profissionais de beleza.

A Academia L’Oréal reflete a imagem de uma indústria mais próxima dos consumidores, através de um ecossistema tecnológico e digital, que convida cada consumidor a viver um percurso personalizado e emocional no salão. É também o reflexo de uma indústria em constante mudança, que se adapta à procura do consumidor e responde com uma oferta de serviços de beleza global profissional. A Academia é um espaço de inspiração e aprendizagem.

O novo espaço reforça o compromisso da L’Oréal para com os cabeleireiros portugueses, que conta com mais de 60 anos de história, proporcionando-lhes uma experiência inédita que, além de estar alinhada com as principais tendências do mercado, os estimula a transformar os seus salões em espaços de experiência e emoção, assim como a tirar partido da comunicação digital para captar e reforçar laços com os seus clientes.

A nova Academia mantém a sua missão: Educar, Inspirar e Fidelizar, através de produtos inovadores e técnicas personalizadas. No entanto, as novas salas de formação foram reformuladas para antecipar as tendências da formação do futuro, onde qualquer pessoa pode estar presente mesmo que de uma forma virtual. Como tal, qualquer profissional pode agora assistir a uma formação em live stream ou, caso a sessão seja filmada, assistir on demand. Todas as apresentações feitas pelos educadores serão disponibilizadas para que todos os profissionais as possam rever a distância.

Para Inês Caldeira, CEO da L’Oréal Portugal

“A nova Academia L’Oréal, com ecossistema digital integrado, insere-se no nosso compromisso contínuo de investir na inovação e na modernização dos salões de beleza nacionais, contribuindo para a sua evolução e transformação digital, proporcionando assim experiências únicas aos portugueses. A L’Oréal Portugal mantém uma relação de parceria com os cabeleireiros portugueses há mais de 60 anos e tal ligação mantém-se fiel porque conhecemos as necessidades dos profissionais e as expectativas dos consumidores, trabalhando sempre em parceria para as superar.”

 

Outras notícias




Escola de Liderança e Inovação do ISCSP realizou o I Meeting das Academias Corporativas

No passado dia 17 de maio, a Escola de Liderança e Inovação do ISCSP – Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas realizou o I Meeting das Academias Corporativas.

Representantes da EDP (António Pita de Abreu), Galp (Rui Mendes da Costa), Jerónimo Martins (Sandra Brito Pereira), José de Mello Saúde (Cláudia de Lemos Silveira) e Montepio (Fátima Silva) debateram as “Tendências para a Educação Corporativa”, trocaram experiências, partilharam práticas e realizaram “benchmarking” entre si.

Mais tarde, decorreu uma mesa redonda aberta ao público, subordinada ao tema “O Futuro da Formação Corporativa”. Esta, visou, por um lado, transmitir à comunidade iscspiana as competências mais valorizadas pelas empresas e, por outro, contribuir para estreitar o diferencial entre o conhecimento necessário e o disponibilizado pelo ensino superior.

A Sessão Aberta serviu, ainda, para a ELINOV apresentar a Pós-Graduação em Empreendedorismo e Inovação, disponível a partir do ano lectivo de 2017/2018, e cujo principal intuito passa por desenvolver perfis e competências empreendedoras nos correspondentes formandos. A coordenação executiva será da responsabilidade de Manuel Sousa Antunes e contará com docentes oriundos do meio empresarial como, por exemplo, Miguel Henriques (Presidente da FNABA), Francisco Sanches-Osório (Administrador da Brave Generation), Isabel Neves (júri do programa “Shark Tank”) e Carlos Coelho (Ivity Brand Corp).

A Escola de Liderança e Inovação (ELINOV-IFOR) possui como missão dotar o ISCSP de uma visão empreendedora e empresarial, complementando e aliando-se à formação académica de excelência providenciada na casa.

 

 

Outras notícias