META 4 aborda o tema da digitalização da economia no Fórum RH 2017

A Meta4 acaba de marcar presença Na 23ª Edição do Fórum RH, onde participaram mais de 50 oradores que debateram vários assuntos sobre a alçada dos Recursos Humanos.

 

A Meta4 teve um papel importante no debate, contribuindo com o tema da digitalização da economia, onde se procurou responder qual a abordagem mais correta para liderar a transformação da cultura das empresas para um ambiente digital de forma a facilitar a inovação e por consequente, a produtividade. Francois Coentro, responsável pela empresa em Portugal, participou na mesa aberta na perspetiva da empresa fornecedora dos serviços que auxiliam a mudança.

 

  • A META4 contribui para a transformação digital das empresas com o software aliado ao know-how da sua equipa
  • Responsável da META4 em portugal mostra a capacidade da transformação digital gerar impacto positivo em todas as empresas

 

Para 2017, a Meta4, presente nas mesas redondas e exposição, tem como objetivo dar a conhecer as mais inovadoras tecnologias, a sua aposta na Cloud e os benefícios que pode oferecer para a área de Recursos Humanos. O desafio das empresas hoje é a transformação digital, e a META4 diz ter os softwares e know-how necessários para ser o parceiro das empresas nesta mudança. Para Francois Coentro, é fundamental que todas as empresas tenham um plano de transformação digital que envolva os departamentos de recursos humanos. Este aspeto é fundamental tanto pela relevância dos RH na gestão das pessoas de toda a organização, como para os processos internos do departamento.

Se por um lado, a transformação digital é essencial para a competitividade e até para a sobrevivência das organizações, por outro, esta transformação tem de surgir da cultura empresarial, deverão ser identificados os elementos chave que adotarão mais facilmente os novos processos e que, ao mesmo tempo sirvam de embaixadores desses mesmos processos. É necessário mostrar os benefícios da Transformação Digital e é necessário incitar a própria gestão a dar o exemplo.

Durante este processo que terá naturalmente que ver com a estratégia da empresa é necessário alinhar os trabalhadores para as suas novas funções, e possivelmente haverá também novos lugares a preencher, ao que para isso é necessário formar, acompanhar e perceber quem está disposto e tem capacidade para liderar uma determinada nova tarefa. A transformação Digital é um processo em que deverá envolver-se toda a empresa, mostrar os benefícios e disponibiliza-los a todos, acompanhar e incentivar à mudança de forma clara e transparente.

O debate contou com a participação de Francois Coentro, Diretor de vendas da Meta4 em Portugal e com Alexandra Brandão, Diretora de RH do Santander, Elsa Ramos, Gestora de Serviços Gerais e RH do esporão e com Carla Caracol, Diretora de RH do grupo Renascença Multimédia e também moderadora desta mesa. O debate demonstrou as necessidades das empresas durante o processo de transformação digital e durante o mesmo foram dados alguns exemplos de necessidades reais e de como estão a ser tratadas, com o auxílio dos Recursos Humanos para serem superadas.

“O crescimento exponencial da Cloud generalizou e facilitou o seu uso. Hoje quere-se aproveitar a Cloud como ferramenta para transformar as empresas. Na transformação digital, a gestão de Recursos Humanos é o departamento com o papel mais ativo na implementação das mudanças, mas é também um dos departamentos que beneficiará a curto e a longo prazo com as tecnologias e novos processos. As novas soluções permitem aumentar a produtividade dos colaboradores e incentivam a ação proactiva, antecipando as necessidades das organizações o que, por consequência, permite alavancar o negócio e crescimento das empresas tornando-as mais competitivas graças a essa mesma antecipação do mercado e a ajuda do aumento de produtividade.”

Afirma François Coentro, Diretor comercial da Meta 4 em Portugal.

 

Este ano a 23ª edição do Fórum RH realizou-se a 17 de Maio no estádio da Luz, com um programa em que participaram mais de 50 oradores e 500 profissionais do setor. O evento contou também com um espaço de networking e duas salas de conferências paralelas com 50 oradores onde foram abordados os principais temas e desafios atuais do dia-a-dia dos departamentos de Recursos Humanos das empresas em Portugal.

 

Texto cedido por YoungNetwork Group.

 

Outras notícias




Médis garante destaque internacional com projeto inovador

A Médis, seguradora de saúde, foi distinguida a nível global com o EFMA – Accenture Innovation Awards 2017, na categoria de Melhor Produto e Solução Inovadora.

A Loja interativa da Médis, um projeto pioneiro em Portugal na área dos seguros, permite, de forma rápida, pesquisar informação sobre o serviço Médis através da televisão, dando a conhecer os benefícios das suas ofertas, fazer simulações e, inclusivamente, iniciar a subscrição de um seguro através do comando de televisão.

O Innovation in Insurance Awards é uma iniciativa conjunta entre a EFMA e a Accenture, que procura distinguir os projetos mais inovadores no âmbito dos Seguros à escala global. Em análise esteve a inovação e a disrupção dos serviços e as suas capacidades em substituir ou complementar a oferta ao mercado. O contacto com potenciais novos clientes, a abordagem a novos segmentos e a entrada em novas plataformas foram outros dos critérios em análise, tendo sempre por base a sua estreita relação com a inovação tecnológica.

Segundo Gustavo Barreto, Diretor Geral de Estratégia, Desenvolvimento de Negócio e Inovação da Médis:

“temos um compromisso para continuar a inovar na oferta, com uma abordagem interativa e disruptiva para – através da Televisão – aprofundar a relação com o consumidor naquele que continua a ser um dos canais de comunicação de eleição”.

O responsável refere ainda que:

“o objetivo é que a Médis possa continuar a apostar em conteúdos de prevenção e promoção da saúde altamente inovadores e disruptivos”.

O EFMA – Accenture Innovation in Insurance Awards foi lançado em 2016 com o objetivo de identificar e premiar os projetos mais inovadores da indústria Seguradora, tendo distinguido, em 2016, 224 inovações oriundas de várias partes do mundo. A organização pretende acelerar a transformação do setor Segurador, tornando-o mais ágil, responsivo, digital e preparado para os desafios das sociedades modernas.

“Esta distinção vem reconhecer a excelência das práticas da Médis, quer pela sua capacidade de disrupção, quer pelo serviço de proximidade que presta aos seus clientes, fazendo da nossa seguradora de saúde uma entidade mais próxima de todos os portugueses”.

Conclui Gustavo Barreto.

 

Outras notícias




‘Colaborador Web’ o novo módulo que promete aumentar a rapidez e reduzir o trabalho administrativo das empresas

A PHC Software, multinacional portuguesa que desenvolve ferramentas inovadoras de gestão, lançou a versão mais recente da solução PHC CS, a v21.

Esta nova versão tem como particularidade a introdução de uma solução para melhorar a gestão dos Recursos Humanos das empresas: o PHC CS Colaborador Web. 

O PHC CS Colaborador Web é uma ferramenta pioneira em Portugal e assume um papel fulcral para reduzir o volume de todos os processos administrativos. Agora, graças a este novo módulo apresentado pela empresa, os colaboradores têm agora a capacidade de introduzir e consultar diretamente a sua informação no sistema – desde marcação ou aprovação de férias a introdução de despesas de custo – a partir de qualquer lugar, libertando os departamentos administrativos para outras tarefas.

A Chief Operations Officer da PHC Software, Cláudia Raposo, refere que

“o módulo colaborador web vem dar liberdade aos departamentos administrativos e aos colaboradores. Agora, deixa de haver necessidade de um colaborador entregar as suas despesas ou mapa de férias a um departamento administrativo porque pode introduzir essa informação diretamente no sistema e consultá-la quando quiser, onde quiser e em que dispositivo quiser. Estamos a otimizar recursos e a simplificar os processos, ao mesmo tempo que estamos a dar autonomia às pessoas. As empresas ficam mais ágeis e rápidas.”

Esta novidade traz também uma rede colaborativa que facilita os processos internos de partilha e conhecimento, permitindo às empresas incorporar metodologias de trabalho em equipa que as tornam mais ágeis e produtivas.

Para além do PHC CS Colaborador Web, a v21 do PHC CS introduz também uma série de novidades, onde se inclui a adaptação para lidar com os requisitos da nova tabela de Códigos de Taxonomias, introduzida este ano e obrigatória para todas as empresas a partir de 1 de julho. Lembre-se que a nova legislação, com a entrada em vigor da Portaria nº 302/2016, contempla alterações profundas na contabilidade das empresas e possibilitará padronizar a prestação de contas à Autoridade Tributária através das faladas taxonomias – um conjunto de códigos ficais que tem como objetivo uniformizar a informação que é comunicada ao Estado).

Tendo sido apresentada em primeira mão na edição deste ano do PHC Open Minds, o evento anual da empresa que se realizou no CNEMA em Santarém, a v21 do PHC CS encontra-se já disponível para ser implementada em qualquer empresa.

Outras notícias




Accenture Genome - solução de personalização de última geração

A Accenture Interactive acaba de lançar o Accenture Genome, uma tecnologia de personalização que permite às empresas criar experiências individualizadas com base nas motivações únicas de clientes individuais.

Desenvolvida pela Accenture Interactive em parceria com a Accenture Labs, o Accenture Genome é uma nova abordagem para a personalização, que disponibiliza uma solução de tecnologia pronta a ser utilizada pelas marcas.

Subjacente está uma alteração de paradigma de monitorizar “o que” fazem os clientes para descobrir “porque” o fazem.

“Similar às experiências não digitais, ser pessoal é mais do que a simples recomendação baseada numa decisão de compra anterior e que pode ou não ser relevante”.

Refere Pedro Pombo, Managing Director da Accenture Digital em Portugal.

“As nossas melhores experiências pessoais surgem quando uma marca nos conhece melhor do que nós próprios, tornando-se mais fácil para nós comprar ou comprometermo-nos com o que queremos.”

Como o Accenture Genome ajuda marcas e clientes

O Accenture Genome aproveita as interações com os clientes para criar Living Profiles com base nas características únicas de cada indivíduo. Estes Living Profiles podem ajudar a orquestrar experiências fluidas e pessoais em todas as plataformas de personalização, como motores de recomendação, plataformas de gestão de dados, motores de regras, plataformas de gestão de campanhas e ferramentas de otimização de experiência. Os Living Profiles refletem as necessidades, desejos e preferências específicas de uma pessoa, e podem também ajudar no processo de criação de novas experiências, produtos e serviços. Os Living Profiles permitem às marcas envolver-se como se fossem uma assistente pessoal ou um concierge, daí resultando um relacionamento e uma experiência verdadeiramente pessoal com o cliente. Além disso, os Living Profiles constituem um recurso fundamental para a empresa, um recurso que é mais rico, mais dinâmico e a uma escala muito maior do que a de uma tradicional pesquisa de mercado. Esta recolha de informação é uma inestimável Propriedade Intelectual qupode conduzir a novas formas de inovação em marketing, merchandising e desenvolvimento de serviços.

 

Como funciona o Accenture Genome

Ao contrário da mentalidade tradicional centrada no segmento, os Living Profiles baseiam-se nas interações do individuo com os pontos de contacto da marca e evoluem em tempo real. O Accenture Genome analisa cada interação, como compras, e-mails, eventos em que se participa e ambientes sociais de que se gosta. Ao fazê-lo, cria um conjunto único de atributos, o ADN do indivíduo, para cada interação que pode ser mapeada, criando o perfil de vida do cliente. Por exemplo, um produto adquirido tem um conjunto de atributos específicos como ingredientes, recursos usados na sua produção, especificações, marca, categorias e avaliações, que o cliente considera ao tomar a decisão de compra. Em vez de registar o produto que o cliente escolhe, o Accenture Genome mapeia todo o ADN desse produto associando-o ao indivíduo.

“Detetámos uma oportunidade para revisitar, re-imaginar e inovar na forma como percebemos os clientes, tirando proveito dos dados em evolução, através de algoritmos avançados e melhorias no desempenho das plataformas de hoje”,

Refere Mary Hamilton, Digital Experiences R&D Lead da Accenture Labs.

“Concebida e projetada nos Accenture Labs, e depois desenvolvida e dimensionada pela Accenture Interactive, este trabalho é um ótimo exemplo da Accenture Innovation Architecture em ação“.
“Num mundo em que a experiência é o novo campo de batalha, as marcas devem criar experiências dedicadas a cada indivíduo”,

refere Pedro Pombo.

“Dado que 20% dos principais clientes tipicamente representam 80% dos lucros, as empresas não podem ter recursos para tratar todos – especialmente os seus clientes mais importantes – como um segmento de mercado. O Accenture Genome permite que as marcas acelerem a transição para este novo estádio de personalização para que possam competir no mercado digital de hoje e descobrir oportunidades de inovação para o futuro.”

Para saber mais sobre a Accenture Genome Solution, visite.

 

Outras notícias




2ª edição do Business Transformation Summit

A CEGOC, empresa internacional líder em formação profissional, acaba de anunciar a realização da 2ª edição do Business Transformation Summit.

No dia 17 de outubro de 2017, no Centro de Congressos Lagoas Park, com objetivo de discutir as profundas alterações nos modelos de negócio, aceleradas pela transformação digital dos negócios e da própria sociedade.

O Business Transformation Summit 2017 destina-se a todas as empresas que pretendem estar na vanguarda do seu setor de negócio e diferenciar-se num mundo em constante mutação que está a ser marcado por um crescimento sem precedentes de novos modelos de negócios e tecnologias emergentes que importa perceber e acompanhar.

Discutir o presente para preparar o futuro

Ao longo do evento serão discutidos diversos temas como o futuro num mundo de tecnologias exponenciais, o impacto da inteligência artificial, a interação entre Homem e máquinas, machine learning e como todos estes inovadores processos estão a provocar profundas alterações no mundo do trabalho, nos métodos de aprendizagem e trazem consigo desafios, mas também oportunidades.

O evento irá contar com os seguintes oradores internacionais:

Gerd Leonhard

Towards Exponential Growth – Antecipar o futuro num mundo de tecnologias exponenciais”
Cargo: Future Strategist e CEO da The Future Agency

Manuela Veloso

Human IA Interaction – Como a interação com a Inteligência Artificial vai impactar o futuro”
Cargo: Head of The Machine Learning Department @ Carnegie Mellon University, EUA / Co-Fundadora da RoboCup

Laura Overton

Learning Transformation in the changing world of work – impactar pessoas e organizações através da inovação na aprendizagem”
Cargo: Fundadora e CEO da Towards Maturity| Docente no Chartered Institute of Personnel and

Development (CIPD) e no Learning and Performance Institute, UK

A par das respetivas palestras, cada um dos oradores irá também liderar um Transformation Lab, que tem como objetivo explorar uma componente mais prática dos temas e entrar num nível de imersão mais profunda. Haverá ainda um quarto Transformation Lab realizado por Rui Martins, Head of Marketing @ IT People Innovation, a incidir sobre a temática Realidade Aumentada.

Mais informações sobre o Business Transformation Summit 2017, agenda e oradores, estão disponíveis no link.

Outras notícias




Arago Consulting e SAP SuccessFactors dão musica com a Deezer

Para melhorar a gestão dos seus recursos humanos, a DEEZER adotou o software SAP SuccessFactors para 14 países e todos os seus colaboradores. Este projecto mereceu a atribuição do Golden SAP Quality Award 2016.

Com uma presença em mais de 180 países e um catalogo musical de mais de 40 milhões de títulos, a Deezer é um dos principais players do serviço de musica on-demand. Para gerir o acesso a este serviço, às assinaturas, mas também a publicidade, e os acordos com os operadores de telecomunicações a empresa conta cerca de 450 colaboradores em todo o mundo.

Em Dezembro de 2013 a empresa decidiu implementar um software de gestão de recursos humanos. Após analise de várias soluções foi escolhido o SAP SuccessFactors por integrar o CORE HR e a gestão do desempenho. Trata-se de uma solução completa que também se adapta ao contexto internacional da Deezer.

Para mais informação veja em: http://www.aragoconsulting.eu/

 

 

Outras notícias que podem ser do seu interesse

 




REBISCONSULTING© duplica a sua presença em Portugal

Empresa especialista em soluções SAP Business Analytics pretende duplicar a sua presença com a contratação de vários profissionais.

Com um significativo crescimento da sua atividade no último ano, a REBISCONSULTING©, especialista em soluções SAP Business Analytics e com vasta experiência em produtos e metodologias SAP BusinessObjects, pretende duplicar a sua presença, em Portugal, até ao final de 2017, com a contratação de vários profissionais nas áreas de IT, Data Science and Management e Business Analytics/Intelligence.

Nas palavras de Nuno Ferreira, CEO da REBIS

“O nosso propósito é assegurar, em Portugal, um centro de excelência de serviços e suporte a uma rede cada vez maior de clientes nacionais e internacionais, valorizando assim o talento nacional – muito procurado e valorizado no nosso core business”.

A REBIS conta com uma presença recente em Portugal já valorizada com uma carteira de reconhecidas marcas e empresas que procuram a excelência técnica que é assegurada por uma equipa multicultural.

Jorge Lourenço, Co-CEO da REBIS, natural de Angola e com uma vasta experiência profissional em Espanha, reconhece que.

“o sistema educativo e de formação em Portugal tem tido uma evolução extraordinária que, a par, da aproximação das universidades e escolas às empresas tem permitido criar vários postos de trabalho, internacionalmente reconhecidos”

A REBIS tem vindo a celebrar acordos de cooperação com universidades portuguesas, bem como colaborado com escolas técnico-profissionais para o enquadramento profissional de jovens estudantes.

 

Outras notícias




Caso de sucesso Worten | Fractal Mind: Aumentar a motivação da força de vendas com gamificação

Quando o engagement e a gamificação estão lado a lado os resultados são notórios. Descubra mais com um caso prático de um desafio e do que foi feito para o ultrapassar.

O DESAFIO:

 “(…) Sinto que não celebramos o suficiente a nossa atividade aqui, na nossa empresa, e eu gostava muito de ter uma solução para isto”

(José Vieira de Almeida, 2013)

Era outubro de 2013 e imediatamente percebemos que tínhamos na nossa frente o cliente certo para um projeto realmente desafiante e ambicioso. Um projeto desenhado para as pessoas, para melhorar a sua realidade quotidiana e no qual a Fractal Mind queria definitivamente estar envolvida e onde sabíamos que tínhamos nas nossas mãos a ferramenta ideal: a gamification.

O grande desafio foi então reinventar totalmente os processos internos do sistema de gestão de força de vendas da Worten. No fundo, investir no que podia trazer mais valor acrescentado à empresa – os seus colaboradores – e implementar o processo de mudança em todas as lojas da cadeia.

BACKGROUND:

A Worten é uma cadeia de retalho com 20 anos de experiência e líder em Portugal nas áreas dos eletrodomésticos, da eletrónica de consumo e de entretenimento. Ao longo da sua experiência, acompanhou as constantes mudanças da indústria, nomeadamente as que se repercutiram devido às evoluções tecnológicas.

A internet trouxe muitos desafios à indústria e à própria empresa: o modelo de compra alterou-se, o consumidor tornou-se mais independente, mais informado e, por conseguinte, a fórmula de sucesso – proximidade, produto e preço – dominada pela Worten há tantos anos perdeu expressão.

OBJETIVOS:

Reforçar o rácio de produtividade sobre desperdício, multiplicar por inovação, implementar ferramentas que permitissem tornar a força de vendas da Worten ainda mais confiante no seu trabalho, (focando-se na sua relação com os clientes), investir no seu conhecimento, motivá-la e fazê-la crescer. Estes foram os objetivos traçados que juntaram a Worten e a Fractal Mind numa jornada de ideação, aprendizagem e prototipagem até encontrar uma solução centrada nas pessoas.

A CAMINHADA:

Iniciámos o projeto com um workshop de ideação, onde juntámos toda a cadeia hierárquica da loja. Tivemos a preocupação de não existirem pessoas da mesma loja com diferentes posições, para que toda a equipa pudesse trabalhar nos workshops sem constrangimentos.

Estas atividades permitiram-nos conhecer a realidade do dia-a-dia de todos os colaboradores das lojas, quais as suas necessidades, problemas e sugestões. Todo este conhecimento recolhido edificou a base que nos permitiu criar uma solução realmente à medida das necessidades da Worten e dos seus colaboradores.

Ao longo do projeto, como resultado do ciclo de ideação, aprendizagem, prototipagem e teste, foram identificados problemas e adaptadas diversas situações que precisavam ser repensadas, nomeadamente o sistema de prémios mensal.  Este sistema foi redesenhado e originou um sistema novo que mantém a motivação do colaborador antes, durante após o atingimento dos seus objetivos.

Para tal, foram alterados vários KPI’s; o acompanhamento dos desempenhos passou a ser diário quando antes era mensal. Foram também criados sistemas de suporte para sustentar os novos KPI´s, e trazer a desejada transparência a todo o processo.

Toda a ferramenta Winners foi elaborada com uma premissa da gamification: centrada nas pessoas. O desenho do jogo tinha que ser pensado para todos os perfis de colaboradores de modo a que todos queiram jogar, queiram cumprir, e queriam/possam crescer. Todos devem querer jogar, o Winners mede, desafia e faz crescer. E os colaboradores não são todos iguais. Por isso, para desenhar uma solução que conseguisse abranger todos, foi feita uma divisão dos 4 tipos de comportamentos que numa loja são mais frequentes e que nos permitiram encontrar e projetar soluções na plataforma diretamente para eles.

Fomos afinando processos, métricas e soluções e hoje o Winners é a ferramenta de trabalho de 2359 colaboradores em 164 lojas.

O WINNERS

O resultado final é o Winners, um sistema motivacional de força de vendas altamente eficaz e, uma poderosa ferramenta motivacional, que incentiva e ajuda os colaboradores a atingir os seus objetivos pessoais e a levar cada vez mais longe a sua performance. Um sistema onde todos jogam, todos participam, todos ganham, todos melhoram, todos os dias. Este é o mote do programa desenhado para a equipa que está todos os dias, das 9h à meia noite, de segunda a domingo, a atender os clientes da marca.

Através da plataforma, as vendas são registadas, e o progresso individual e coletivo monitorizados. No Winners os colaboradores registam o seu desempenho, quer seja de vendas ou outras funções e fazem-no ao longo do dia, em tempo real, comparando uns com outros. Esta informação serve de base não só para o seu processo de melhoria contínua, mas também para o seu prémio de desempenho mensal.

RESULTADOS:

No balanço dos primeiros 3 anos de experiência nas lojas piloto, os resultados estão à vista:

  • Quase 90% dos colaboradores disseram que este sistema de avaliação, de medição de desempenho e de acompanhamento é melhor ou muito melhor.
  • 62% disseram que era mais justo, que tinham um envolvimento maior sobre o tema do prémio e desempenho pessoal.
  • As vendas por vendedor subiram 6 % face ao grupo de controlo.

A ambição em relação a este projeto e a importância estratégica para a marca tem vindo a crescer ao longo do tempo, não só devido aos resultados, mas sobretudo devido a uma equipa de trabalho motivada, empolgada e disposta a aceitar o desafio da inovação.

E queremos continuar a crescer: em Abril está planeado o roll-out final da ferramenta, que incluirá todas as lojas (mais de 180 lojas em Portugal) e todos os seus colaboradores.

O Winners é claramente uma ferramenta vencedora. As perspetivas para o futuro não podiam ser mais aliciantes, com inúmeras possibilidades e oportunidades. A Fractal Mind orgulha-se de fazer parte desta experiência e de poder contribuir para que se continue a inovar e a melhorar processos e, consequentemente, a vida das pessoas.

 

Outras notícias




Nasce nova empresa dedicada aos Serviços Cloud em Portugal

Vítor Rodrigues, executivo de topo com um longo percurso profissional à frente dos destinos de algumas das mais emblemáticas empresas do setor das TI à escala mundial (por exemplo Microsoft, Microstrategy, Oracle e Meta4) e uma ampla experiência profissional e forte especialização nas áreas de estratégia, organização, otimização operacional e implementação de sistemas de informação, acaba de criar um novo projeto empresarial especialmente dedicado à cloud (um mercado que se estima valer 125M€ e que apresenta uma taxa de crescimento superior a 30% com tendência para acelerar nos próximos anos) – a Magic Beans.

Esta nova empresa posiciona-se como fornecedor independente, especializado e exclusivamente dedicado em disponibilizar Serviços Cloud em Portugal e regista uma taxa de crescimento superior a 30% com tendência para acelerar nos próximos anos.

A adoção da cloud, que está no coração da transformação digital em curso, é muito mais do que um simples upgrade de soluções tecnológicas, de aplicações, de serviços e de infraestruturas e vai muito além disso, pressupondo uma nova forma de comprar e adotar tecnologia. A cloud pode e deve ser a base de toda a estratégia de transformação digital das empresas, o que implica uma alteração a partir de dentro das organizações e trabalhar os alicerces, as estratégias, os processos, os recursos e as ferramentas e não apenas a adoção da cloud como uma mera nova tecnologia. É neste âmbito que nasce a Magic Beans, um novo projeto empresarial assente no conceito “Cloud First” que visa disponibilizar às empresas portuguesas as melhores práticas e metodologias de transformação digital alicerçada na cloud,” afirma Vítor Rodrigues, sócio fundador e CEO da Magic Beans.

“Queremos colocar o know-how de uma rede nacional e internacional de especialistas em cloud, ao alcance das empresas portuguesas para que estas possam proceder a uma verdadeira transformação digital dos seus negócios e alcançar assim novos patamares de competitividade e beneficiar das novas oportunidades e dos novos negócios que a cloud desbloqueia. O sucesso da transformação digital, através da adoção da cloud, dependente sobretudo da escolha das melhores soluções e modelos de implementação para cada caso em concreto. E esta será a missão da Magic Beans: suportar os clientes ao longo de todo o seu percurso de transformação digital identificando de forma independente as melhores soluções, modelos e estratégias específicas para cada caso,” explica o responsável.

Últimas notícias:




SAP SuccessFactors reconhecida líder em Gestão de Capital Humano

A SAP anunciou que a solução SAP SuccessFactors é reconhecida como líder em gestão de capital humano (HCM), segundo estudos publicados em 2016 pela Forrester, Gartner e IDC. A SAP está convencida que a posição de liderança da sua solução SAP SuccessFactors, conseguida em oito relatórios, se baseia principalmente no seu compromisso com a inovação contínua em todas as suas aplicações de HCM na Cloud, ao proporcionar, às equipas organizacionais, tecnologias que não só despertam o entusiasmo das pessoas, como também capacitam as organizações a abraçarem oportunidades em tempo real.

“As expetativas são crescentes em torno da posse de ferramentas no local de trabalho. Procuram-se soluções fáceis de utilizar, com funcionalidades de mobilidade, de apoio à colaboração e que sejam simplesmente boas,” afirma Mike Ettling, presidente da SAP SuccessFactors. “Estamos concentrados em responder hoje às expetativas de mais de 45 milhões de profissionais em mais de seis mil organizações no mundo. Estamos constantemente a re-imaginar como surpreender estes utilizadores, ao mesmo tempo que garantimos que somos um fornecedor líder de soluções que ajudam a simplificar os processos, a melhorar a experiência dos colaboradores e a possibilitar que as pessoas apresentem resultados”.O relatório da Forrester Research Inc. intitulado “The Forrester Wave: Learning and Performance Management, Q4 2016”[1] reconhece a SAP SuccessFactors como líder, com base na sua atual oferta, estratégia e presença no mercado. O relatório Forrest Wave avaliou os pontos fortes e fracos das principais ofertas de avaliação de desempenho e formação, baseadas em software de Recursos Humanos na cloud.

O relatório indica: “A SAP SuccessFactors é há bastante tempo líder mundial em gestão de desempenho. A SuccessFactors disponibiliza aos clientes uma oferta bem integrada ao nível da avaliação de desempenho e formação, que é líder no mercado. A SuccessFactors olha para o futuro da avaliação de desempenho como algo contínuo com a sua ferramenta de gestão de desempenho contínuo (CPM). Os clientes estão muito satisfeitos com a integração e a flexibilidade do produto.”

O relatório da Gartner “Magic Quadrant for Cloud HCM Suites for Midmarket and Large Enterprises”[2] de junho de 2016 nomeia igualmente a SAP SuccessFactors como líder, tendo por base a sua plena visão e capacidade de execução.

A International Data Corporation no relatório “IDC MarketScape: Worldwide Integrated Talent Management 2016 Vendor Assessment”[3] reconhece a SAP SuccessFactors como líder, com base nos seus citados pontos fortes de pesquisa aprofundada e desenvolvimento, bem como ao nível da profundidade do portefólio, da viabilidade e alcance global do próprio fornecedor. A SAP SuccessFactors foi igualmente identificada como líder no estudo IDC MarketScapes para Recrutamento, Formação, Avaliação de Desempenho e Compensação.

O relatório refere: “A SAP SuccessFactors continua a inovar ao longo do portefólio de gestão de talento, garantindo que todas as funcionalidades permanecem relevantes e em sintonia com as últimas tendências e tecnologias. A experiência de utilizador é igual em todas as aplicações com a adoção da apresentação única da SAP Fiori®. Nos que aos serviços diz respeito, a SAP SuccessFactors aumentou significativamente a equipa de suporte em cloud.”

Para conhecer mais sobre a liderança da SAP em HCM baseada na cloud, descarregue aqui os relatórios.

[1] Forrester, “The Forrester Wave™: Learning and Performance Management, Q4 2016” por Claire Schooley, Christopher Andrews, Joseph Miller, Ian McPherson, Dezembro 2016.
[2] Gartner, “Magic Quadrant for Cloud HCM Suites for Midmarket and Large Enterprises” por Ron Hanscome, Chris Pang, Jeff Freyermuth, Helen Poitevin, Melanie Lougee, Sam Grinter, Junho 2016.
[3] IDC MarketScape: Worldwide Integrated Talent Management 2016 Vendor Assessment, #US40644116, Maio 2016.
IDC MarketScape: Worldwide Recruiting in Integrated Talent Management 2016 Vendor Assessment, #US40644516, Maio 2016.
IDC MarketScape: Worldwide Learning Management in Integrated Talent Management 2016 Vendor Assessment, #US40644216, Maio 2016.
IDC MarketScape: Worldwide Performance Management in Integrated Talent Management 2016 Vendor Assessment, #US40644416, Maio 2016.
IDC MarketScape: Worldwide Compensation Management in Integrated Talent Management 2016 Vendor Assessment, #US40644016, Maio 2016.

 

Outras notícias que podem ser do seu interesse: