AtualidadeMercado de TrabalhoRecrutamento e seleção

Contratação para o segundo trimestre irá continuar a crescer

O ManpowerGroup Employment Outlook Survey para o segundo trimestre de 2017 revela que a contratação irá continuar a crescer, com as grandes empresas, o setor de finanças, seguros, imobiliário e serviços e a região sul do país a reportarem as projeções mais fortes para a criação líquida de emprego no período entre abril e junho.

  • A projeção para a criação líquida de emprego* em Portugal é de +10%, cinco pontos percentuais mais alta que no trimestre anterior;
  • Previsões positivas em todas as regiões e todos os setores de atividade;
  • A projeção para a criação líquida de emprego mais forte é feita pelos empregadores do setor de Finanças, Seguros, Imobiliário e Serviços que reportam uma previsão de +19%;
  • Os empregadores do Sul do país preveem o volume de contratação mais forte do segundo trimestre (+12%);
  • Na comparação por dimensão, as Grandes empresas antecipam a maior projeção para a criação líquida de emprego, com uma previsão de +18%;
  • Em geral, é esperado que o emprego continue a crescer. A maior projeção é reportada em Taiwan (+24%), os empregadores do Brasil reportam as projeções mais baixas (-4%) para o segundo trimestre.

Os empregadores portugueses revelam intenções de contratação moderadamente otimistas para o período compreendido entre abril e junho de 2017. Com 12% a prever um aumento, 2% a antecipar uma redução e 81% a considerar que não haverá alterações. A projeção para a criação líquida de emprego situa-se nos 10%.

Os empregadores dos nove setores preveem um crescimento da contratação durante o segundo trimestre de 2017. A melhoria mais significativa é antecipada em Finanças, Seguros, Imobiliário e Serviços, setor no qual a projeção para a criação líquida de emprego é de 19%. Nos setores da Restauração e Hotelaria e da Agricultura, Florestas e Pescas é projetada uma subida de 16% e 15%, respetivamente. Os empregadores do setor do Comércio Grossista e Retalhista reportam perspetivas de contratação com valores assinaláveis, de 13% e no setor da Construção 12%. As perspetivas mais moderadas surgem dos setores da Indústria e Público com 2% e 4%, respetivamente.

Em comparação com o primeiro trimestre do ano, as intenções de contratação melhoram em sete dos nove setores. Os empregadores do setor de Finanças, Seguros, Imobiliário e Serviços reportam um aumento significativo de 18 pontos percentuais, enquanto a projeção para o setor de Fornecimento de Eletricidade, Gás e Água é de uma melhoria de 12 pontos percentuais. No setor da Construção, os empregadores reportam um aumento de 10 pontos percentuais, enquanto se prevê uma melhoria de 8 e 7 pontos percentuais respetivamente nos setores de Agricultura, Florestas e Pescas e de Comércio Grossista e Retalhista. Contudo, as perspetivas de contratação decrescem em dois setores, com maior relevância no setor de Transportes, Logística e Comunicações que desce quatro pontos percentuais.

“O Manpower Employment Outlook Survey projeta, para o segundo trimestre de 2017, que continuaremos a assistir a uma tendência positiva no mundo do trabalho em Portugal. A criação líquida de emprego vai aumentar 10%, o que certamente terá um efeito positivo no consumo privado, com impacto direto na economia nacional. Se a esta projeção, juntarmos a análise ao comportamento das taxas de juro comunicadas pelo Banco Central Europeu, podemos esperar que exista um efeito positivo no crescimento do nosso Produto Interno Bruto”

Refere Nuno Gameiro, Country Manager da ManpowerGroup Portugal.

Saiba mais do estudo aqui

 

Outras notícias

image_pdfimage_print
Previous post

Francois Bornibus será o presidente da Lenovo na EMEA

Next post

Nova parceria com objetivo de potenciar a competitividade das organizações

Gonçalo Amorim

Gonçalo Amorim

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *