Atualidade

Desemprego cai para 8,4% em outubro e atinge valor registado em 2005

O INE prevê que a trajetória descendente se mantenha em novembro e a taxa de desemprego se situe nos 8,2%. O desemprego jovem acompanha a tendência.

A taxa de desemprego continua a descer e, em outubro de 2017, situou-se nos 8,4% – menos 0,1% pontos percentuais (p.p.) quando comparada com a do mês anterior. Desde fevereiro de 2005 que Portugal não registava uma taxa de desemprego tão baixa. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), os dados registados em outubro representam uma revisão em baixa face à estimativa provisória divulgada há um mês e evidenciam uma queda de 0,5% p.p. em relação a julho do mesmo ano.

Em outubro, havia menos 4,6 mil pessoas desempregadas no país, comparativamente com o mês precedente, que regista 439,6 mil desempregados, e mais 12,1 mil indivíduos empregados – número que aumentou face a setembro (4 718,6 mil pessoas).

O desemprego jovem acompanha a tendência e desde outubro que tem vindo a cair. Desceu de 24,6% no mês supracitado para se fixar nos 23,7% em novembro, diminuindo 0,9 pontos percentuais.

Para novembro, a estimativa provisória do INE situa a taxa de desemprego nos 8,2%. No mesmo mês volta a verificar-se, também, uma descida do número de desempregados – menos 10,8 mil face a outubro, que regista 435 mil. Em sentido inverso, a população empregada aumentou e, em novembro, eram mais 14,4 mil as pessoas que exerciam um atividade laboral em relação ao mês anterior (4 730,7 mil).

Os dados divulgados pelo INE, na passada segunda-feira, dia 8 de janeiro, refletem o ajuste de sazonalidade. No entanto, quando não se consideram os referidos efeitos o valor da taxa de desemprego desce. Em outubro de 2017 situava-se nos 8,5% e no mês seguinte fixa-se nos 8,3%.

 

Mais notícias:

Previous post

Polímatas serão os profissionais mais procurados na nova era digital

Next post

ATEC lança o plano de formação e consultoria para 2018

Ana Silva

Ana Silva

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *