AtualidadeFormação e coaching

É possível transformar organizações através da formação dos seus líderes? Parece que sim

É possível transformar organizações através da formação dos seus líderes? Foi a pensar na resposta a esta pergunta que a Consulting House promoveu, no dia 7 de junho, o evento “Wave Experience – From Leadership to Transformation”, em Lisboa.

A Fundação Calouste Gulbenkian foi o palco escolhido para o evento “Wave Experience – From Leadership to Transformation”, organizado pela Consulting House, no dia 7 de junho. Durante a manhã foram partilhados, pelos profissionais oradores, projetos transformacionais de sucesso.

Dalia Turner, diretora de recursos humanos da Microsoft, Maria Roman, diretora de recursos humanos do LIDL e Sarah Rose, diretora de pessoas e organização da Miniclip, falaram das razões por detrás do desenvolvimento pessoal e profissional dos líderes como base para a transformação da empresa, partilharam exemplos práticos, os desafios inerentes aos projetos e estratégias de resolução. Foram abordadas, ainda, e com um nível de profundidade e transparência pouco habitual, questões específicas das empresas de TIC e de distribuição.

Laura Simões, regional manager da Vorwerk Portugal, e Teresa Machado, country manager da Thermomix México, criaram academias de liderança nas suas empresas e foi acerca delas, e da sua experiência, que falaram aos participantes. Segundo as profissionais, as academias dedicam-se ao desenvolvimento dos seus líderes, com o objetivo de os capacitar para a implementação da estratégia comercial da empresa, através das equipas de vendas. A criação dos referidos espaços proporcionou aos colaboradores uma nova forma de pensar, mostrando-lhes o quão fundamental é o seu comportamento para o crescimento da empresa. De acordo com as oradores, o aumento das vendas foi o resultado mais relevante alcançado em ambos os projetos.

José Namén, head of the Thermomix Recipe Business da Vorwerk International e keynote speaker do evento, criou, com a sua equipa, a Recipe Academy, que se caracteriza pelo seu método de ensino – 80% da formação é on-line e 20% é presencial. A academia fornece módulos de treino padronizados sobre o processo de desenvolvimento de receitas de classe mundial para a Thermomix (Bimby em Portugal). O responsável pela academia concluiu, dizendo que “o que não é, ainda hoje, uma profissão, poderá sê-lo amanhã”.

imprimir

Previous post

Qual o tipo de formação ideal para a empresa?

Next post

Miguel Garcia nomeado diretor-geral do Tivoli Avenida Liberdade

IIRH

IIRH

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *