AtualidadeRecrutamento e seleção

EncontRHo: RECRUTalento 2017 – veja as conclusões desta iniciativa e fotos

O Hotel Tryp Aeroporto, em Lisboa, recebeu hoje mais uma edição do EncontRHos, evento da responsabilidade do IIRH – Instituto de Informação em Recursos Humanos. Com a sala esgotada, cerca de 130 profissionais estiveram reunidos sob o mote “RecruTalento 2017”.

Passando à temática propriamente dita do encontro, foi dada inicialmente a palavra a Tiago Pizarro Gonçalves, Head of Recrutiment da Jerónimo Martins, onde revelou aos presentes o que, na sua opinião, são os novos perfis de colaboradores para o futuro. «O recrutamento é um desafio», confessou ao início, sendo óbvio que a forma de recrutar tem tido transformações relevantes nos últimos anos. As diferentes gerações que coabitam no local de trabalho têm, também, diferentes expectativas e «só o perceber isto» permite interiorizar que «one size doesn’t fit all». Diferentes valores, diferentes formas de estar e logo aí o desafio é gigantesco, seja na forma de recrutar ou reter o talento. A geração mais nova – Geração Z – vai na opinião de Tiago Pizarro, procurar uma nova oportunidade profissional candidatando-se através do mobile, pelo que, na sua opinião, «as organizações têm de perceber que a forma de chegar a estas pessoas tem de ser bastante diferente».

De seguida, lugar para a mesa redonda sob a égide de “O caso particular dos profissionais de TI. Onde encontrar os talentos tecnológicos que a sua empresa precisa?”. Moderada por Maria Inês Domingues, Human Resources Manager / IT Senior Recruiter da ITSector; contou com a participação de Liliana Silva, Head of Recruitment Portugal da Zurich; Samuel Carapinha, diretor da Spring; e João Figueirinhas Costa, Senior Talent Acquisition Specialist da Uniplaces.

Maria Inês Domingues, ao iniciar a mesa redonda fez questão de afirmar que a área das TI tem crescido bastante e que isso se apresenta como um «desafio» não só pela «dificuldade de recrutamento, mas também pela dificuldade da retenção do talento».

Passada a palavra a Liliana Silva, tempo para a responsável enumerar algumas das estratégias da Zurich no campo do recrutamento digital, bem como alguns constrangimentos. Na sua opinião, o facto de aturam na área dos seguros, ainda vista como sendo de génese bastante tradicional pelos profissionais de TI, pode criar mais desafios para atrair e motivar os talentos.

Samuel Caparinha, responsável da Spring, empresa do Grupo Adecco, revelou um pouco do que têm feito para captar e aumentarem a sua pool de recursos na área, onde um dos desafios passa pelo problema da big data, com a existência de excesso de informação. Afirma Samuel Carapinha que, tendo em conta a sua experiência, os candidatos da área de TI – «onde há pleno emprego» – são dos que menos estão disponíveis para responder a novas solicitações, até pela crescente quantidade dessas mesmas solicitações de novos desafios que recebem.

Por parte da Uniplaces, João Figueirinhas Costa, abordando o prisma do contacto das empresas com as universidades, afirmou que tendo em conta a fase da própria Uniplaces, e o seu crescimento acelerado, não estão a considerar muitos perfis juniores. Isto porque, afirma, não têm a estrutura necessária para o ótimo acompanhamento dos recém-profissionais. Vão, sim, trabalhando em employer branding nas instituições de ensino para quando chegar outra fase da vida da empresa, e aí já serem reconhecidos como uma estrutura de primeira linha para a contratação de perfis tecnológicos.

Depois do coffee break, e decorrente networking, tempo para a apresentação de Carlos Figueiredo, diretor de Recursos Humanos da Unilever, com o mote de “Como reter o talento?”. E se a liderança tem tudo a ver com o talento, com a sua atração e retenção, «são pessoas como essas, com propósito, com uma intenção, com uma vontade, que nós precisamos nas organizações» para as fazerem progredir. Reter o talento passa, assim, pela estratégia e liderança, crescimento profissional e pessoal, o reconhecimento, o impacto que as pessoas podem ter na organização, a preocupação com o bem-estar das pessoas, «que naturalmente vai projetar-se numa maior produtividade, num maior nível de satisfação e no sucesso da própria empresa».

Os EncontRHos são organizados pelo IIRH – Instituto de Informação em Recursos Humanos, tendo esta edição tido o patrocínio da ITSector.

Veja, na próxima edição da RH Magazine a reportagem completa sobre o evento.

Veja as fotos:

 

 

Previous post

Isabel Braga da Cruz é a presidente da Católica no Porto

Next post

ROFF vencedora na categoria “Partilha de Boas Práticas”

Cristina Barros

Cristina Barros

Managing director do IIRH

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *