AtualidadeFormação e coaching

A equipa da Finançor vence a 1.ª edição do “Nos Açores Try-Out”

A equipa do Grupo Finançor foi a vencedora da 1.ª edição do “NOS Açores Try-Out” que decorreu no passado fim de semana na ilha de S. Miguel. A equipa da empresa Electro Laranjo e NOS Madeira, conseguiram, respetivamente o 2.º e 3.º lugar.

O “NOS Açores Try-Out” é um evento de teambuilding que junta a aventura e valores promotores da cultura das empresas, a superação de desafios e, sobretudo, o fortalecimento do espírito de equipa.

Esta edição contou com a participação de 8 empresas nomeadamente: Avila Spaces, Finançor, Electrolaranjo, Grupo Bensaude, Nos Açores, Nos Madeira, Novo Banco dos Açores e Polarising, envolvendo num total de 60 pessoas, entre elementos das equipas participantes e de apoio.

Este teambuiling interempresas destacou-se ainda pelo modo como está organizado, uma vez que os participantes não conheciam as provas que iriam fazer, promovendo assim nas equipas a capacidade de adaptação, destreza, resiliência e entre ajuda e, de uma forma geral, a competitividade entre as equipas.

Cada equipa, constituída por 4 elementos, tinha de seguir as indicações de um road map para chegar aos diferentes locais da prova. Durante os dois dias, participaram em mais de 20 provas de aventura, realizadas durante o dia e à noite, destacando-se a canoagem na Lagoa das Sete Cidades, Rappel, BTT, provas de orientação, caça ao tesouro, tiro ao alvo, natação ou rally paper.

A opinião geral dos participantes foi unânime, gostaram bastante das atividades, que permitiram desenvolver diversas competências de uma forma divertida, aliando aventura, natureza, descoberta e muitas experiências.

A organização convidou Orlando Fontan, Executive Education Director Universidade Europeia, IADE e IPAM, para falar de uma forma informal, durante o almoço do segundo dia, sobre “My Brand and My Team”, interligando com a importância da participação em atividades de teambuilding. A unConference iniciou com uma pergunta: “Conheciam as caraterísticas emocionais, comportamentais e técnicas dos elementos do grupo? Agora sabem as valências dos colegas.”
Durante a apresentação referiu ainda que todos têm uma marca, daí a importância de conhecer as características dos colegas de trabalho, como funcionam em grupo, como agem nas incertezas, para perceber qual é a marca da equipa.
Orlando Fontan lançou ainda uma reflexão às equipas de como classificariam a equipa antes e depois do teambuilinding. Destacando que na “criação da marca é preciso serem autênticos e identificarem-se com a marca. É essencial fazer uma análise SWOT, identificando os pontos fortes e fracos, sendo essencial trabalhar para melhorar, mas nunca fujam da personalidade ou vão ficar desmontados”.
Conclui frisando que a “capacidade de resiliência e adaptação a todas as atividades, permite-nos tornar melhores a nível pessoal, para o grupo e para a empresa.”

O evento finalizou com o jantar de entrega de prémios, resultante da avaliação das provas, num restaurante nas Portas do Mar, onde o networking e a boa disposição marcaram presença.

Durante o jantar, Camilo Moniz, da NOS Açores, destacou que “teve o  maior gosto em aceitar o desafio e patrocinar a 1.ª edição do Try Out. É importante que as empresas colaborem e desenvolvam o espírito de equipa, concorrência, competitividade, camaradagem saudável e incentivem os participantes a crescerem e a voltarem mais ricos para as suas atividades profissionais.”

De modo a promover este espírito a NOS Açores criou um conjunto de troféus onde as equipas foram os júris, mas não sabiam antecipadamente, e elegeram durante o jantar da entrega de prémios a equipa mais mais competitiva (Novo Banco Açores), mais tranquila (Bensaude), mais unida (Electrolaranjo) e mais simpática (NOS Madeira).

De acordo com a organização o “NOS-Açores Try-Out” pretende promover o espírito equipa e o networking aliados à diversão e aventura, de uma forma inovadora e original.” Acrescenta ainda que “visa contribuir também para posicionar os Açores enquanto espaço de relevância na realização de actividades de teambuilding dirigidas ao universo empresarial”. Conclui que “apesar de todas a dificuldades iniciais e da Ophelia (risos), o balanço é muito positivo, correu muito bem, as equipas gostaram bastante e… vamos para a próxima edição onde pretendemos ter mais empresas de fora do região a participarem!”

O “NOS-Açores Try-Out” é organizado pelo unOffice, contou com o patrocínio da NOS Açores e da parceria das seguintes entidades: “Picos de Aventura”, Revista RH Magazine, Frijoc Rent a Car, Native Pixel, Lavaimagem, Hotel Antillia, Avila Spaces, Cowork Lisboa, Clube Naval de Rabo de Peixe, Universidade Europeia, Lava-Imagem e Competir-Açores.

Mais notícias de interesse:

Previous post

Tudo sobre o Orçamento do Estado 2018

Next post

ARTIGO: O papel dos gestores atuais para sobreviver num ambiente VUCA

Ana Silva

Ana Silva

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *