Atualidade

INDEG-ISCTE e IAPMEI criam programas de formação para PME

O INDEG-ISCTE e o IAPMEI assinaram um protocolo de cooperação que prevê a criação de programas de formação para pequenas e médias empresas, com o objetivo de proporcionar aos empresários portugueses o desenvolvimento de competências e o acesso a ferramentas para uma gestão sustentada dos seus negócios.

O Instituto para o Desenvolvimento de Gestão Empresarial (INDEG) – Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) e o Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e Inovação (IAPMEI) celebraram um protocolo de cooperação para a criação de três programas de formação para pequenas e médias empresas (PME), nas áreas de Gestão para Empresários, Aceleração do Crescimento e Temáticas em Gestão. O seu objetivo reside na possibilidade de proporcionar aos empresários portugueses o desenvolvimento de competências e o acesso a ferramentas para a gestão sustentada dos seus negócios.

O Programa de Gestão para Empresários será a primeira formação ministrada e, recorrendo a diferentes metodologias, irá abordar técnicas de gestão. Para dotar os participantes de competências para uma gestão eficaz, serão transmitidos conhecimentos acerca da definição de uma estratégia para aumentar as vendas, da obtenção de crédito e gestão da tesouraria para suportar o crescimento.

Para os presidentes de ambas as instituições o protocolo de cooperação acordado assume especial relevância, “considerando o peso das PME no tecido empresarial português e a existência de carências sobejamente reconhecidas ao nível da sua gestão”, como afirma Paulo Bento, presidente do INDEG-ISCTE.

Jorge Marques dos Santos, presidente do IAPMEI, sublinha que a qualificação empresarial constitui uma das importantes missões do instituto. “A parceria estabelecida com o INDEG-ISCTE reveste-se de enorme importância e expectativa, no sentido de podermos contribuir de uma forma estruturada, através da nossa academia de PME, para a capacitação dos empresários de pequenas e médias empresas, aumentando as suas competências e capacidades para enfrentar os grandes desafios da digitalização, da produtividade, da qualidade e da competitividade no mercado global”, explica no comunicado enviado às redações.

 

Voltar à homepage

 

Mais notícias:

 

Facebook
image_pdfimage_print
Previous post

Johnson & Johnson lança programa de estágios em Portugal

Next post

Gestão da carreira num mundo VUCA de talentos líquidos

Mónica Felicidade

Mónica Felicidade

No Comment

Deixar uma resposta