CarreiraProdutividade

LinkedIn: 20 dicas para melhorar

Muitos profissionais e candidatos a emprego têm um perfil do LinkedIn mas não têm o cuidado de o atualizar/melhorar regularmente. Para se certificar de que o seu perfil chama à atenção dos recrutadores, deve perder algum tempo a editar as informações e a publicar conteúdo

Como pode aproveitar o LinkedIn da melhor forma?

  1. Não tenha o perfil privado: De que serve ter uma conta no LinkedIn se os seus detalhes estão privados? Permita a todos os membros da rede ver o seu local de trabalho, experiência profissional e competências. O próprio LinkedIn bloqueia o acesso a profissionais com os quais não tem qualquer conexão (pessoas em comum), pelo que já tem uma salvaguarda.
  2. Complete o seu perfil: Inclua o máximo de informação possível, sem tornar o perfil aborrecido de ver. Quanto mais informação tiver, mas facilmente aparecerá nos resultados de pesquisa dos recrutadores.
  3. Escreva um título interessante: Deve mostrar claramente qual a sua profissão ou área em que quer trabalhar. Não escreva “Desempregado” no seu título, pois parecerá algo desesperado. Aproveite o título para dizer o que gostaria de estar a fazer/ qual a sua área de especialização, por exemplo “Recursos Humanos”. Nas áreas criativas, também é valorizado um título criativo, como “Guru do Design Gráfico”.
  4. Personalize o seu URL de LinkedIn: Por norma, o link direto para o perfil dos profissionais segue o modelo “pt.linkedin.com/pub/nomeapelido/66/912/611″. Personalize o seu para que fique “pt.linkedin.com/in/nomeapelido/”.
  5. Adicione uma foto: Um perfil de LinkedIn sem fotografia parece incompleto. Anexe uma fotografia em que esteja a sorrir e tenha aspecto profissional.
  6. Adicione Skills: Esta rede de networking profissional permite-lhe especificar quais são as sua principais competências, e as suas conexões podem atestá-las. Crie uma lista com os seus skills para que os recrutadores possam conhecê-los mais facilmente.
  7. Não exagere nos seus skills: Por exemplo, se não se sente completamente à vontade com um determinado programa informático, não o inclua na sua lista de skills. Lembre-se de que lhe poderão pedir para utilizar o programa no emprego, e perceberão que exagerou.
  8. Adicione links para outros perfis: Porque não interligar o LinkedIn, Facebook, Twitter e blog.
  9. Seja descritivo: Não se limite a indicar o nome da sua função em cada empresa. Explique quais as suas responsabilidades e principais projectos e resultados.
  10. Otimize para as keywords importantes: Se estivesse a procurar um profissional da sua indústria, que palavras utilizaria? Certifique-se que estas constam no seu perfil, para aparecer nas pesquisas de potenciais recrutadores.
  11. Peça recomendações: O LinkedIn tem o seu próprio sistema de “referências” – use-o. Peça a anteriores e actuais empregadores para falarem das suas qualidades enquanto profissional.
  12. Expanda a sua rede de contactos: Não fique estático – aumente a sua rede de contactos diariamente. Procure colegas, ex-colegas de faculdade, professores e outras pessoas da sua indústria. O networking é sempre uma mais valia para quem procura emprego.
  13. Faça parte de Grupos: Encontre grupos de profissionais da sua área para ficar a conhecer os últimos desenvolvimentos e partilhe conteúdo interessante para ser notado.
  14. Publique conteúdo: Divulgue artigos interessantes, imagens inspiradoras e escreva conteúdo que incite a discussão (saudável).
  15. Mantenha um aspeto profissional: A escolha dos conteúdos partilhados deve ter sempre em mente o facto de estar a falar para uma comunidade de profissionais, e não de amigos.
  16. Personalize a mensagem de pedido de conexão: Quando enviar um pedido de conexão, escreva o seu próprio texto introdutório. Não se limite a enviar a mensagem standard – sobressairá muito mais.
  17. Atualize o perfil recorrentemente: As suas responsabilidades vão mudando – utilize este pretexto para fazer alterações no seu perfil e adequá-lo ao tipo de funções em que gostaria de trabalhar.
  18. Reveja as estatísticas: Sabia que pode ver quem visualizou o seu perfil e também quantas vezes apareceu em pesquisas? Se não está a ter muitas visualizações, deve incluir mais/melhores keywords nos textos.
  19. Diminua o tamanho dos URLs: Sempre que escrever algo, tanto no perfil como numa atualização que vá compartilhar com a sua rede, diminua o tamanho dos links. Por exemplo, http://blog.alertaemprego.pt/como-optimizar-procura-de-emprego/ é um link extenso e “feio”, mas pode passar a ser somente http://bit.ly/1uHCyca.
  20. Utilize conteúdo de várias fontes e crie interação entre as várias redes sociais, site e blog: Cruze conteúdo entre o LinkedIn e o seu blog, ou redirecione os comentários dos membros da sua rede para o Twitter. Por exemplo, pode fazer uma pergunta e pedir para lhe responderem através de tweet para o @oseunomedotwitter.

    Fonte: http://blog.alertaemprego.pt

imprimir
Previous post

7 Dicas para um bom CV

Next post

OE2015: Desempregados vão substituir pais

Cristina Barros

Cristina Barros

Managing director do IIRH

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *