ArtigosAtualidade

Ram Charan – «The pivot» como uma peça indispensável na seleção de um CEO de sucesso

Considerado um dos maiores Gurus do mundo em gestão e liderança, Ram Charan é mundialmente reconhecido como consultor empresarial, autor e orador, tendo passado os últimos 35 anos a trabalhar com várias das maiores empresas, CEO’s e administradores da atualidade.

No seu trabalho com empresas como a GE, Bank of America, DuPont, Novartis, EMC, 3M, Verizon, Aditya Birla Group, Tata Group, GMR, Max Group, Yildiz Holdings, e o Grupo RBS, é conhecido por conseguir ultrapassar a complexidade de gerir um negócio num ambiente em constante mudança, como o dos dias de hoje, conseguindo revelar o verdadeiro problema do negócio.

As suas soluções do mundo real, partilhadas com milhões de pessoas através dos seus livros e artigos em revistas especializadas de renome, têm sido aclamadas por serem práticas, pertinentes e extremamente úteis – o tipo de conselho que se pode utilizar em qualquer dia da semana.

Ram Charan obteve os seus graus académicos de MBA e Doutoramento na Harvard Business School, onde se graduou com distinção.

Foi investigador da Baker e posteriormente docente nas faculdades da Harvard Business School e na Universidade de Nortwestern, antes de se dedicar à consultadoria a tempo inteiro.

O trabalho de Ram Charan leva-o continuamente à volta do mundo, conferindo-lhe uma perspectiva privilegiada, inigualável e actualizada sobre o modo como funcionam as economias e as empresas de topo.

Através de uma observação e análise aguçadas ele constrói cenários poderosos e realísticos que ajudam os líderes de negócios a enfrentar os seus maiores desafios nas áreas de crescimento, desenvolvimento de talento, governança corporativa e rentabilidade.

Os seus conselhos oportunos e práticos constituem uma poderosa ferramenta para navegar no clima de incerteza dos negócios dos dias de hoje.

Jack Welch, antigo Presidente da GE, afirma que Ram:

“possui a rara capacidade de retirar significado de algo insignificante e transmiti-lo de uma forma calma e eficaz sem destruir a confiabilidade”,

Ivan Seidenberg, antigo CEO da Verizon, se refere a Ram como a sua “arma secreta”.

Segundo Ram Charan, Lider de Líderes, nada de bom advém de ter o CEO errado na nossa organização. Alguns dos exemplos que cita são os das escolhas pobres da HP antes de Meg Whitman; da Apple antes do segundo retorno de Steve Jobs e da Yahoo na passada década.

Por outro lado, diz, presenciou excelentes aquisições como Lou Gerstner para a IBM; Alan Mulally para a Ford e, claro está, Steve Jobs aquando da sua volta à Apple.

Ram Charan presenciou situações em que o Conselho de Administração de algumas empresas tomou algumas das que se vieram a revelar más opções para o lugar de CEO mas, felizmente, também ajudou alguns outros Conselhos a tomar decisões acertadas que se materializaram em CEO’s correctos para a empresa em causa.

Ram Charan constatou que existiam 4 medidas que diferenciavam os Conselhos de Administração. Os que tinham tomado as opções mais correctas tinham seguido este caminho:

  1. – Foram tomadas todas as medidas possíveis para identificar até à exaustão as qualidades essenciais e necessárias para poder ter sucesso como CEO
  2. – Foi mantida uma clareza de espírito e mente aberta na escolha de onde e como se vai procurar o melhor candidato
  3. – Não se poupa esforços para tentar identificar o melhor candidato para o posto em causa
  4. – Deixa-se espaço para possíveis «imperfeições» do melhor candidato, desde que as mesmas não afectem as características que consideram obrigatórias

A chave, claro está, é o planeamento rigoroso.

No fim do dia, a decisão é tomada pelos directores perante 2 ou 3 potenciais candidatos.

A diferença entre o sucesso e o falhanço de uma contratação de um CEO passa, segundo Ram Charan, pela escolha de 2 ou 3 atributos únicos que irão capacitar o futuro líder para mudar o rumo da empresa na direcção pretendida.

A isso Ram Charan chama «the pivot».

O «pivot» será sempre diferente de empresa para empresa e de sector para sector. Cabe a um grupo selecto de directores a sua melhor identificação e selecção nos candidatos possíveis e ter sempre um lote de potenciais CEO’s em carteira em cada momento – independentemente de se estar a contratar nesse momento ou não.

É uma opção inteligente para os casos em que há necessidade de entrar em gestão de crise.

A abertura de mente para um mundo cada vez mais digital e em constante mudança também tem um papel importante aquando da selecção de um CEO.

Para Ram Charan e apesar de existirem normalmente algumas opções em carteira, os directores deverão sempre começar do «zero» e abrir a mente a novos valores que se estejam a afirmar no mercado e a inovadores, criativos e «opinion leaders» a nível social.

Isso também faz parte do «pivot».

Em suma, «keeping an open mind» e uma excelente interpretação dos aspectos que compõem o «pivot» são alguns dos ingredientes para a contratação de um CEO de sucesso em qualquer empresa e sector, segundo Ram Charan.

Autor: Luís Sobral – Director adjunto e gestor de comunicação e marketing digital da Vantagem +


A Vantagem+ organiza um dos Maiores Eventos internacionais de 2017 na área da LIDERANÇA:
Seminário com Ram Charan – The Future of Leadership – How to build a powerful company

– World-renowed Leadership Guru
– One of the World´s Top 50 Leadership & Management Thinkers
– #1 New York Times BestSeller co-author of Execution and Leadership Pipeline
– Distinguished Fellow of the National Academy of Human Resources

Lisboa: 23 de Novembro de 2017 – CCB
https://www.ramcharanseminar.com/


Outras notícias

Previous post

Mudança de geração na Ray Human Capital

Next post

Arago Consulting, Synchrony Global e Aasonn unem-se para fornecer serviços inovadores de HCM na Cloud a nível global

Gonçalo Amorim

Gonçalo Amorim

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *