Já tem um responsável de proteção de dados? Saiba o que vai fazer

Com a entrada em vigor do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados, as organizações viram-se obrigadas a contratar delegados de proteção de dados, ou a recorrer aos seus serviços através de empresas de consultoria. Mas que funções lhes estão consignadas e que formação têm os também designados data protection officer?

De acordo com o último estudo da Sage, divulgado em fevereiro deste ano, 48% das empresas inquiridas não percebia o impacto que o RGPD teria no seu negócio. O incumprimento da lei era, também, uma das suas preocupações, já que 44% das organizações não sabia se a sua empresa, em maio, estaria em cumprimento com a nova lei e 40% admitia estar preocupada com as consequentes multas.

Ainda assim, 36% das empresas participantes no estudo da tecnológica não sabia se tinha os recursos necessários para se preparar para a nova regulamentação e 64% não sabia se teria de contratar um delegado de proteção de dados. Com o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados já em vigor, saiba mais sobre o profissional responsável pelo seu cumprimento.

A formação do delegado de proteção de dados

Fonte: SAGE

As funções do data protection officer

Fonte: SAGE

Que empresas são obrigadas a contratar um delegado de proteção de dados?

Fonte: SAGE

 

Voltar à homepage

 

Mais notícias: