Pessoas

Paula Sequeiros, DRH da Novartis – “É através da inovação baseada na ciência que a Novartis concretiza a sua missão: descobrir novas formas de melhorar e prolongar a vida.”

A Novartis lançou recentemente o ‘Expedition Novartis’, um programa de estágios para recém-licenciados, que aposta no desenvolvimento de jovens talentos portugueses. O objetivo do projeto é proporcionar a primeira experiência no mercado de trabalho, expondo jovens licenciados a várias funções na empresa. O infoRH foi falar com a Diretora de Recursos Humanos da Novartis para conhecermos melhor esta iniciativa. 


Fale-nos um pouco do projeto que a Novartis acabou de lançar – ‘Expedition Novartis’.
O ‘Expedition Novartis’ é um programa de estágios para recém-licenciados, que aposta no desenvolvimento de jovens talentos portugueses. O objetivo do programa é proporcionar a primeira experiência no mercado de trabalho, expondo jovens licenciados a várias funções na empresa, uma oportunidade para conhecerem as áreas fundamentais do negócio e a indústria farmacêutica, em particular a Novartis.

Trata-se de uma experiência profissional singular com a duração de 12 meses sendo que durante os primeiros três meses do programa, os jovens terão a oportunidade de conhecer em profundidade e colaborar em funções Médico-Científicas, de Marketing, Vendas e Acesso ao Mercado. Tendo em conta as preferências e perfis individuais, cada jovem será depois integrado numa função específica relacionada com Marketing, Vendas, Finanças, Acesso ao Mercado ou área Médica, onde permanecerá até ao final do seu programa. O programa ‘Expedition Novartis’ tem como assinatura ‘Descubra. Aprenda. Cresça.’ Incluiu ainda um plano de desenvolvimento e acompanhamento contínuo por colaboradores da Novartis em diversas funções, que ajudarão os recém-licenciados a integrar-se na equipa e a responder aos sucessivos desafios que terão pela frente durante a sua expedição.

Que perfis estão à procura para este programa?
Queremos ser uma empresa onde as pessoas sentem orgulho em estar todos os dias, que tem foco nas pessoas, que implementa programas de gestão inovadores e que são valorizados por todos os colaboradores. Temos uma cultura virada para as pessoas, os nossos colaboradores têm um perfil sedimentado na colaboração, trabalho em equipa, flexibilidade, criatividade e onde a integridade e a ética são absolutamente cruciais, com um enorme foco também na adaptação à mudança. Na Novartis damos muito valor à agilidade das pessoas, à capacidade de adaptação a outras áreas fora da sua zona de conforto, damos muita importância à capacidade das pessoas realmente serem autodidatas, autónomas e proactivas. Nos jovens recém-licenciados candidatos ao Expedition Novartis valorizamos também estágios internacionais (por exemplo o programa Erasmus) e experiências extracurriculares.

É uma forma de atrair jovens para a indústria farmacêutica?
O objetivo do Expedition Novartis é proporcionar a primeira experiência no mercado de trabalho, expondo jovens licenciados a várias funções na Novartis, uma oportunidade para conhecerem as áreas fundamentais do negócio e naturalmente terem contacto com a indústria farmacêutica.

Que objetivos esperam cumprir com esta iniciativa?
A primeira experiência de trabalho para um recém-licenciado é muito marcante. Com este programa queremos dar a oportunidade a estes jovens de fazerem uma verdadeira expedição pela Novartis, conhecendo o negócio na indústria farmacêutica e encarando-nos como uma opção possível no desenvolvimento da sua carreira futura. Acreditamos que é também uma oportunidade para estes jovens se conhecerem melhor e, através da exposição e experiência em várias áreas, poderem perceber quais são aquelas que mais os motivam e mais paixão lhes despertam.

Falando um pouco da Novartis…

Quantos colaboradores têm atualmente?
Com uma equipa de cerca de 300 colaboradores e sede no Taguspark, em Porto Salvo, a Novartis disponibiliza medicamentos inovadores em áreas como Oncologia, Cardiovascular, Respiratória, Neurociências, Imunologia e Dermatologia e Oftalmologia.

Como está constituído o vosso departamento de recursos humanos?
O departamento de Recursos Humanos é constituído por 3 pessoas, a Directora de Recursos Humanos e duas HR Business Partners, de enorme valor e com sólida experiência profissional em diferentes áreas de recursos humanos. Somos ainda apoiados de forma sustentada pela equipa de HR Services, duas pessoas, que garantem todas as actividades transacionais. Trabalhamos de forma integrada com todas as áreas de negócio da Novartis, num conceito de business partnering alavancando a expertise de cada um e contribuindo de forma ativa para a estratégia de negócio, sempre com foco na gestão de pessoas. Somos verdadeiras parceiras de negócio e estamos todos os dias ao lado das pessoas na sua jornada pessoal e profissional, o que nos deixa muito orgulhosas.

Quais são as vossas políticas de atração de talento, para além do programa de estágios?
Acreditamos que as boas práticas de recursos humanos da Novartis, aliadas ao fato de sermos uma empresa íntegra e respeitada e que faz todos os dias a diferença na vida dos doentes tornam-nos numa boa empresa para se querer trabalhar. A nossa estratégia de gestão de pessoas endereça a atração e retenção de pessoas através de boas práticas num ambiente onde existe colaboração, inovação, coragem, qualidade e integridade.

Privilegiamos de facto a ligação ao mundo académico nomeadamente através das Universidades nas áreas das ciências e gestão. Temos como exemplo a nossa parceria com o Lisbon MBA, que nos permite anualmente receber 3 a 4 estagiários para um estágio de verão, permitindo-lhes que conheçam a Novartis e o nosso posicionamento na Indústria Farmacêutica podendo acrescentar valor a projectos específicos.

A área de investigação e desenvolvimento é crucial para o vosso setor. Como retêm os vossos talentos?
A Novartis é uma empresa inovadora, muito ágil e dinâmica. É uma empresa centrada na ciência, dedicada à descoberta, ao desenvolvimento, com uma cultura virada para as pessoas. A inovação faz parte da identidade da companhia que investe 18,6% das vendas em I&D, 6 milhões de euros em Portugal, em 2016. É através da inovação baseada na ciência que a Novartis concretiza a sua missão: descobrir novas formas de melhorar e prolongar a vida.

As nossas práticas de recursos humanos assentam numa política integrada de gestão de pessoas, sendo que a nossa estratégia passa por 3 eixos fundamentais:

(i) As pessoas certas, no momento certo e com a atitude certa. Antecipar tendências no mercado, no que respeita a negócio e impacto nas pessoas é uma prioridade. O desafio do curto prazo vs o longo prazo numa óptica de gestão de pessoas como elemento chave para atração e retenção de pessoas. É fundamental para nós manter uma política de atração e retenção de pessoas através de boas práticas num ambiente onde exista colaboração, inovação, coragem, qualidade e integridade.

(ii) Uma organização de alto desempenho. É crítico continuar a reforçar o ownership, colaboração, gestão da mudança perante novos modelos de negócio, adotar a liderança institucional como um facilitador para a tomada de decisão e promover a liderança no seu sentido mais lato.

(iii) “Inspired to Work Culture”. Reforçar o sentido de propósito e de concretização de resultados. Trabalhar o conceito de felicidade, ter momentos de reconhecimento e celebração, inspirar as nossas pessoas para se sentirem realizadas a concretizar os seus objetivos pessoais e profissionais.

Queremos ser uma empresa onde as nossas pessoas sentem orgulho em estar todos os dias, que tem foco nas pessoas, com programas inovadores e valorizados por todos, reforçando os planos individuais de desenvolvimento de cada colaborador, com oportunidades de carreira, mentoring, uma política de compensação sustentável com benefícios diferenciadores e flexíveis, um bónus anual para todas as funções e uma política de work life integration aberta e transparente. Neste tópico, temos um conjunto de medidas que nos deixam muito confiantes, como seja a parceria com a Albenture, flexible Friday, chair massage, costureira e estética nas instalações, tarde de aniversário, take way no restaurante. Procuramos também “mimar” os nossos colaboradores com bolo de aniversário, cabaz de nascimento, celebração da antiguidade, diversas pontes ao longo do ano, festa de Natal para filhos de colaboradores, etc. Na Novartis estamos empenhados em criar um ambiente de trabalho desafiante, íntegro, baseado numa performance de desempenho de qualidade e de colaboração, por forma a mantermos os nossos colaboradores motivados.

Mais notícias:

Previous post

A Inteligência Artificial vem aí: conheça os cinco passos para a implementar de forma ética

Next post

Maria Helena Anjos, Presidente da International Coach Federation - "Ser Coach é ser isento, rigoroso, credível e reconhecido pelos clientes"

Vanessa Henriques

Vanessa Henriques

Diretora Executiva da RHmagazine

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *