Sem categoria

Portugueses trabalham fora do escritório mais de 2 dias por semana. E há ganhos na produtividade

55% dos portugueses trabalham mais de dois dias por semana fora do escritório da empresa e há ganhos na produtividade, satisfação no trabalho e na criatividade. A conclusão é do mais recente estudo do grupo IWG.

“Um número sem precedentes de empresas está agora a adotar um modelo de trabalho muito diferente” revela o estudo divulgado pelo grupo IWG, empresa de coworking. 55% dos portugueses trabalham 2,5 dias por semana fora do escritório, 11% trabalham fora do escritório da empresa cinco dias por semana e 25% desenvolvem a sua atividade em espaços diferentes pelo menos uma vez por semana.

De acordo com o estudo, os empresários portugueses reconhecem que a oferta de locais de trabalho flexíveis aos colaboradores lhes traz inúmeros benefícios. Faz crescer o negócio (93%), aumenta a competitividade (96%), estimula a produtividade (70%), permite a atração de novos talentos (76%) e maximiza o lucro (88%).

E é a pedido dos colaboradores que os empresários (77%) estão a optar por espaços de trabalho flexíveis. Segundo o estudo da empresa de coworking, Portugal está acima da média global dos países inquiridos.

“Estamos a entrar na era dos espaços de trabalho flexíveis, o que é muito estimulante não só para os funcionários das empresas, como também para os empresários. É uma grande mudança no mundo do trabalho a nível global”, afirma Mark Dixon, fundador e CEO do grupo IWG, no comunicado enviado às redações. “Profissionais de Seattle a Singapura, Londres a Lagos já não precisam de um espaço específico para trabalhar”, acrescentou.

Foram inquiridos mais de 18 mil profissionais de 96 países, 100 eram empresários portugueses, nascidos entre 1965 e 1980 (61%).

imprimir

Previous post

Miguel Garcia nomeado diretor-geral do Tivoli Avenida Liberdade

Next post

Líderes apaixonados precisam-se!

IIRH

IIRH

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *