Mercado de TrabalhoProdutividade

Retrospetiva de 2017: as profissões mais procuradas do ano

Encabeçam a lista de profissões mais procuradas em 2017, os programadores, os responsáveis de manutenção e os engenheiros de processos. De acordo com a Spring Professional, empresa especializada no recrutamento de quadros médios e superiores, seguem-se, constituindo-se um alvo de elevada procura durante o ano passado, os perfis de apoio à gestão. As áreas de Recursos Humanos, sobretudo os perfis de Business Partners, e a de atenção ao cliente, surgem imediatamente a seguir às funções referidas acima, registando mais de 3000 partilhas diárias de ofertas registadas internamente na Spring Professional.

“É natural fazermos uma retrospetiva de 2017 e perceber que perfis foram mais procurados pelo mercado. Percebemos claramente que as funções associadas às tecnologias de informação se encontram no topo”, afirma Catarina Carvalho, diretora da Spring Professional, em comunicado. De acordo com a responsável, “a evolução do mercado de trabalho e o crescimento das ofertas de emprego na área tecnológica fazem parte de uma tendência natural, registada já há algum tempo, que evidência a importância dos perfis tecnológicos no sentido de acompanharem a digitalização por parte das organizações, sejam elas de média ou de grande dimensão, com o intuito de manterem um elevado grau de competitividade, inovação e performance”.

O ano de 2017 caracterizou-se, igualmente, por “um aumento das oportunidades de emprego para as camadas mais jovens e, em particular, para jovens recém-licenciados cuja motivação e soft skills devem contribuir e acrescentar valor, no sentido de melhoria contínua”, refere a diretora.

Para Catarina Carvalho, o balanço divulgado permite perceber a “evolução do mercado” e, por conseguinte, as “necessidades dos clientes da empresa, que refletem as necessidades do tecido empresarial nacional”. “Para este ano, perspetivamos um crescimento superior a 20% para a procura de profissões orientadas para as novas tecnologias”, sustenta.

imprimir

Previous post

Férias de Natal: 6 modelos de “out-of-office” que pode utilizar

Next post

Desmotivação profissional atinge 87% da população

IIRH

IIRH

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *